NBA Jogadores da NBA

Paul George – Notícias, estatísticas e salário

Descubra a seguir tudo sobre Paul George. Carreira universitária e profissional, estatísticas, salários e as últimas notícias envolvendo a estrela da NBA, que atua na liga desde 2010, quando foi draftado. Confira os dados envolvendo a carreira do atleta.

Estatísticas de Paul George na NBA

Antes da temporada 2022-2023 começar, tudo indica que o atleta vai para mais uma temporada defendendo a equipe dos Los Angeles Clippers pela  quarta temporada seguida. Sendo assim, Paul George atuou em 845 jogos pela NBA, contando temporada regular e play-offs. Foram 737 jogos disputados na regular season, e 108 na pós temporada.

No que diz respeito a pontos, Paul George soma 15.029 pontos em temporada regular e 2.229 nos play-offs, tendo 20.4 pontos de média na regular season e 21.3 na pós temporada. Conhecido por ser um pontuador, o jogador do Clippers tem médias de 3.6 na carreira, totalizando 2.641 assistências na carreira.

Entretanto, Paul George também coleciona números interessantes para um scorer. Tanto é, que a média de rebotes do jogador é de 6.4, somando 4.735 na temporada regular. Confira na tabela as médias de George nas principais estatísticas em 12 anos de NBA.

Carreira- Temporada Regular Pontos Assistências Rebotes Roubos de bola Bloqueios Turnovers
Médias 20.4 3.6 6.4 1.7 0.4 2.7

 

Carreira – Play-offs Pontos Assistências Rebotes Roubos de bola Bloqueios Turnovers
Médias 21.3 4.1 7.5 1.5 0.5 3.1

 

Abaixo, confira as temporadas com os melhores desempenhos em pontos, rebotes, assistências, roubos de bola e turnovers de Paul George na NBA pela temporada regular.

 

Melhores médias – Carreira Pontos/ Temporada Assistências/ Temporada Rebotes/ Temporada Roubos de bola/ Temporada Bloqueios/ Temporada Turnovers/ Temporada
Médias 28.0 / 2018-2019 5.7 / 2021-2022 8.2 / 2018-2019 2.2 / 2018-2019 e 2021-2022 0.6 / 2011-2012 e 2012-2013 4.1 / 2021-2022

Carreira de Paul George

Atualmente, Paul George é jogador do Los Angeles Clippers, jogado nas posições de ala, ala-armador e, por raras vezes, ala-pivô. O atleta nasceu em 2 de maio de 1990, na cidade de Palmdale, no estado da Califórnia, Estados Unidos. Ele conta com 2,03m e 99kg,  tornando PG um jogador completo, aumentando o repertório ofensivo e físico. Seu físico e seu arsenal são os principais pontos fortes para impor seu ritmo de jogo intenso e pontuador dentro e fora do garrafão.

Indiana Pacers (2010-2017)

Paul George no Pacers

Paul George jogando pelo Indiana Pacers. (Foto: Ronald Martinez/Getty Images)

No entanto, a carreira de Paul George não começou assim. Tudo teve seu início em 2010, quando o então ex-jogador da Fresno State, onde teve sua camisa 24 aposentada, foi selecionado na 10ª escolha da primeira rodada do draft, pela franquia do Indiana Pacers. Sendo assim, ele assinou seu contrato de novato em 1º de julho de 2010, válido por dois anos no valor de US$ 3,9 milhões, com a team-option para um terceiro e quarto ano.

Em seu ano de novato, fez parte do NBA All-Rookie Second Team, ou seja, integrou o segundo time dos melhores estreantes de 2010. Futuramente, em 2013, veio a vencer o prêmio MIP (Most Improved Player), entregue ao jogador que mais evoluiu de uma temporada para outra. Porém, se tratando de títulos, o jogador que se transformou em estrela saiu de mãos vazias.

Logo, o mais próximo que o Indiana Pacers, liderado por Paul George chegou de um título, foi nas temporadas 2012-2013 e 2013-2014. Portanto, PG tinha pelo caminho o Miami Heat de LeBron James nas duas oportunidades, nas finais da Conferência Leste. O Pacers foi derrotado em ambas oportunidades, e caíram à um passo da NBA Finals.

Em 2014, o astro do Indiana sofreu uma fratura na perna, e perdeu a maior parte da temporada 2014-2015, mas conseguiu retornar para se tornar um All-Star em 2016. Ele conquistou a medalha de ouro pelos Estados Unidos nas Olímpiadas do Rio, mas nunca teria o mesmo sucesso coletivo pela equipe de Indianápolis, sequer chegando perto das finais de conferência.

Paul George pelo Indiana Pacers (2010-2017) Pontos por jogo Assistências por jogo Rebotes por jogo Roubos por jogo Bloqueios por jogo Turnovers por jogo
Médias 18.1 3.2 6.3 1.7 0.4 2.5

Oklahoma City Thunder (2017-2019)

Paul George contra Damian Lillard

Damian Lillard anota game-winner histórico, eliminando Paul George e Oklahoma City Thunder. (Foto: Jaime Valdez-USA TODAY Sports)

A Era Paul George havia chegado ao fim em Indianápolis, e outra se iniciou em Oklahoma. Em troca de Victor Oladipo e Domantas Sabonis, George foi negociado para o Oklahoma City Thunder no dia 6 de julho de 2017. Porém, chamou atenção na época o fato da estrela ir para OKC apesar de ter declarado seu interesse em jogar pelos Los Angeles Lakers.

Todavia, a mudança de ares não melhorou o retrospecto de Paul George em play-offs. Nas duas temporadas em que atuou pelo Thunder, o jogador teve ótimos números, mas sempre caía cedo na pós-temporada. Em 2018, eliminação no primeiro round da Conferência Oeste para o Utah Jazz por 4-2 na série. Na partida derradeira, Paul George anotou apenas cinco pontos, errando 14 dos 12 arremessos.

Nos play-offs de 2019, a queda foi mais traumática ainda. Paul George ficou em terceiro na corrida para MVP (Most Valuable Player) na temporada regular, mas na pré-temporada, outra eliminação no primeiro round. O Portland Trail Blazers despachou o OKC em cinco jogos, com direito a Damian Lillard anotando a cesta de três pontos no estouro do cronômetro em cima de PG, anotando o game-winner. O arremesso de Lillard ficou marcado na história, com direito ao camisa 0 dando “tchauzinho” após a conversão.

Paul George pelo Oklahoma City Thunder (2017-2019) Pontos por jogo Assistências por jogo Rebotes por jogo Roubos por jogo Bloqueios por jogo Turnovers por jogo
Médias 25.0 3.7 6.9 2.1 0.5 2.7

Los Angeles Clippers (2019-presente)

Paul George

Paul George eufórico. (Foto: Reprodução/ The Canadian Press)

Finalmente Paul George estava em Los Angeles, mas não na franquia amarela e roxa. Por Shai Gilgeous-Alexander, Danilo Gallinari, cinco escolhas de primeira rodada mais o direito de trocar outras duas escolhas de primeira rodada, o Thunder trocou o astro para o Los Angeles Clippers, em 10 de julho de 2019.

A principio, o começo de Paul George foi excelente na temporada regular, mas seu desempenho nos play-offs lhe renderam muitas críticas por parte da comunidade da NBA. Na segunda rodada da pré-temporada de 2020, na bolha de Orlando devido à pandemia do coronavírus, os Clippers se tornaram apenas a 12ª equipe na história da liga a perder uma série após estar vencendo a mesma por 3-1.

Sendo assim, o Denver Nuggets eliminou Kawhi Leonard e companhia, em partida pífia de Paul George. Apenas 10 pontos, 25% de acerto nos arremessos, e nenhuma cesta convertida no último quarto, fizeram o atleta virar motivo de piada nas redes sociais. Anteriormente, PG que referia a si mesmo como “Playoff P“, porém, após o vexame contra o Nuggets, os fãs da NBA começaram a chamá-lo de “Pandemic P“, ironizando George.

No entanto, a volta por cima veio na temporada seguinte. Em 2021, o jogador do Clippers foi responsável por levar a franquia californiana até às finais da Conferência Oeste, feito inédito na história do time. Porém, a estrela perdeu a terceira final de conferência em sua vida, sendo eliminado pelo Phoenix Suns por 4-2. Mas Paul George fez sua parte, tendo uma atuação de gala no jogo 5, anotando 41 pontos, pegando 13 rebotes e distribuindo seis assistências.

Por fim, a temporada 2021-2022 teve como marca o alto número de lesões durante a sessão. PG se machucou duas vezes, Kawhi Leonard participou de nenhuma partida, ocasionando numa temporada abaixo para o Clippers. A equipe se classificou para o play-in, mas sem sua dupla de estrelas, foi eliminado para o New Orleans Pelicans. Foram apenas 31 aparições da estrela na temporada.

Paul George pelo Los Angeles Clippers (2019-2022) Pontos por jogo Assistências por jogo Rebotes por jogo Roubos por jogo Bloqueios por jogo Turnovers por jogo
Médias 22.9 4.8 6.3 1.5 0.4 3.2

Prêmios e títulos de Paulo George

Confira a seguir os prêmios individuais e coletivos de Paul George em sua carreira na NBA e Seleção Americana:

NBA All-Rookie Team (segundo time) – 2011;

NBA Most Improved Player – 2013;

All Defensive-Team (segundo time) – 2013 e 2016;

All Defensive-Team (primeiro time) – 2014 e 2019;

All-NBA Team (terceiro time) – 2013, 2014, 2016 e 2018;

All-NBA  Team (primeiro time) – 2019;

NBA All-Star – 2013, 2014, 2016, 2017, 2018, 2019 e 2021;

Medalha de ouro (Jogos Olímpicos de 2016 pela Seleção Americana) – 2016.

Salários de Paul George

Confira os salários de Paul George em cada em que esteve atuando na NBA, desde 2010 até 2022.

Temporada Time Salário (em dólares)
2010-2011 Indiana Pacers US$ 2,238,360
2011-2012 Indiana Pacers US$ 2,406,240
2012-2013 Indiana Pacers US$ 2,574,120
2013-2014 Indiana Pacers US$ 3,282,003
2014-2015 Indiana Pacers US$ 15,925,680
2015-2016 Indiana Pacers US$ 17,120,106
2016-2017 Indiana Pacers US$ 18,314,532
2017-2018 Oklahoma City Thunder US$ 19,508,958
2018-2019 Oklahoma City Thunder US$ 30,560,700
2019-2020 Los Angeles Clippers US$ 33,005,556
2020-2021 Los Angeles Clippers US$ 35,450,412
2021-2022 Los Angeles Clippers US$ 39,344,970

 

Dados obtidos pelo site Basketball Reference.

Foto destaque: Divulgação/ NBA.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top