NBA: Butler x Jokic disputam quem é melhor no Heat x Nuggets

Paola Zanon | 01/06/2023 - 07:00

A disputa vale o título da NBA, mas também o jogador mais valioso. A lista do prêmio de MVP das finais já foi divulgada e, preferências à parte, Jimmy Butler e Nikola Jokic disputam quem é melhor na briga entre Miami Heat x Denver Nuggets.

O primeiro jogo da NBA Finals acontece nesta quinta-feira (1º), às 21h30 (de Brasília), na Ball Arena, em Denver. Saiba aqui onde assistir ao vivo ao jogo entre Heat x Nuggets.

Tanto Jokic, quanto Butler foram os principais responsáveis por conduzir o Denver Nuggets e o Miami Heat até a briga pelo troféu de campeão; não à toa eles foram os MVPs das finais de conferência.

Jamal Murray e Aaron Gordon definitivamente fizeram diferença na jornada dos Nuggets, que terminou a temporada regular como líder do Oeste e não chegou ao Jogo 7 em nenhuma rodada dos playoffs — a equipe, inclusive, varreu o Los Angeles Lakers de LeBron James e Anthony Davis nas finais de conferência.

O Miami Heat teve uma temporada bastante irregular, principalmente se comparada aos adversários, mas conseguiu o feito quase inédito de sair da 8ª colocação e chegar às finais da NBA — isso não acontecia desde o New York Knicks de 1999.

No Leste, Caleb Martin foi essencial para o feito, mas apenas nos Jogos 6 e 7, enquanto Butler se manteve como líder e ídolo da torcida ao longo de todos os jogos e, principalmente, na vitória derradeira sobre o Boston Celtics.

Nikola Jokic

Esta é a primeira vez que o sérvio chega às finais da NBA; ele está no Denver Nuggets desde 2015, quando foi draftado como a 41ª escolha geral. Isso significa que ninguém esperava que ele se tornasse “O Joker”.

No baralho, o coringa é uma carta que na maioria das pode ser usada como um trunfo para que o jogador ou equipe possam alcançar a vitória, devido a sua versatilidade. Ou seja, é uma carta valiosa, assim como Jokic para os Nuggets — o trocadilho entre o nome e a função caiu como uma luva.

Nikola não se deu por satisfeito depois de conquistar dois MVPs seguidos, em 2021 e 22, e desde outubro do ano passado vem se dedicando a conduzir a franquia na conquista de seu primeiro título da NBA.

Foram 1.690 pontos em 69 jogos de temporada regular, resultando em uma média de 24,5; um número bastante alto considerando sua posição como pivô, que atua sobretudo na defesa.

Essa parte, inclusive, não ficou para trás mesmo com a efetividade no ataque; foram 817 rebotes, 87 roubos de bola e 47 tocos no garrafão. Levando-se em conta os números, talvez pareça até injusto que ele não tenha levado o prêmio de MVP da NBA pelo terceiro ano consecutivo, mas ficou em segundo lugar, atrás de Joel Embiid.

A performance de alto nível se manteve ao longo dos playoffs com uma média ainda maior: 29,9 pontos por jogo, com direito a 43 no Jogo 4 contra o Minnesota Timberwolves, e 53 no Jogo 4 contra o Phoenix Suns.

Jimmy Butler

Assim como Jokic, Jimmy não entrou na NBA como uma das principais escolhas do Draft; ele foi a 30ª, pelo Chicago Bulls, em 2011, e só chegou ao Miami Heat em 2019.

Butler está longe de ser um dos jogadores mais talentosos ou impressionantes da liga, mas ele tem uma coisa que faz diferença em quadra: vontade de vencer, não só no jogo, como na vida.

A estrela do Heat anotou 1466 pontos em 64 jogos, e chegou a uma média de 22,9 pontos por jogo, e também não teve números tão impressionantes quanto os de Jokic na defesa: 375 rebotes, 117 roubos de bola e 21 bloqueios; números aceitáveis para a posição de ala.

Mas o apelido “Playoffs Jimmy” não surgiu do nada. Em 2020, nas finais da NBA contra os Lakers, Butler foi o responsável por não deixar a equipe perder no Jogo 5. Desde então, sua atuação na pós-temporada só melhora.

Este ano, sua média de pontos nos playoffs foi de 28,4, com direito a 56 e 42 pontos nos Jogos 4 e 5 contra o Milwuakee Bucks na primeira rodada.

Jokic x Butler

Desde que Butler chegou a Miami, foram oito confrontos contra o Denver de Jokic e apenas uma vitória para a franquia da Flórida, na temporada de 2019-20.

Jimmy Butler e Nikola Jokic nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Foto: Icon sport
Jimmy Butler e Nikola Jokic nos Jogos Olímpicos Rio 2016. Foto: Icon sport

Nikola e Jimmy, no entanto, já se enfrentaram longe das quadras da NBA. Muito longe, na verdade. Em 2016, os craques se encararam em terras brasileiras —o Brasil virou até uma paixão para Butler.

Nos Jogos Olímpicos do Rio de Janeiro, a seleção de basquete dos Estados Unidos, com Jimmy, venceu a seleção de basquete da Sérvia, com Nikola, por 94 a 91. A partida foi válida pela 3ª rodadas da fase de grupos.

Jokic foi o cestinha da equipe europeia, com 25 pontos, enquanto Butler, que ainda jogava pelo Chicago Bulls, ficou na reserva de um time estrelado por Kevin Durant e Kyrie Irving.

A seleção norte-americana, dias mais tarde, conquistou a medalha olímpica de ouro.

Apesar da soberania de Jokic sobre Butler, não será uma série fácil para os Nuggets, uma vez que Jimmy também está em busca de seu primeiro título da NBA.

A batalha entre os astros começará nesta quinta-feira (1º), às 21h30, com o Jogo 1 das finais da NBA.

Agenda das Finais da NBA:

  • Jogo 1 – 1º de junho, quinta-feira, às 21h30 – Denver Nuggets x Miami Heat
  • Jogo 2 – 4 de junho, domingo, às 21h – Denver Nuggets x Miami Heat
  • Jogo 3 – 7 de junho, quarta-feira, às 21h30 – Miami Heat x Denver Nuggets
  • Jogo 4 – 9 de junho, sexta-feira, às 21h30 – Miami Heat x Denver Nuggets
  • Jogo 5 (se necessário) – 12 de junho, segunda-feira, às 21h30 – Denver Nuggets x Miami Heat
  • Jogo 6 (se necessário) – 15 de junho, quinta-feira, às 21h30 – Miami Heat x Denver Nuggets
  • Jogo 7 (se necessário) – 18 de junho, domingo, às 21h – Denver Nuggets x Miami Heat
Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.