NBA: Pistons fecham com Monty Williams; salário pode chegar a US$ 100 milhões

Paola Zanon | 01/06/2023 - 09:30

O Detroit Pistons contratou Monty Williams para o cargo de técnico principal da equipe. O salário do novo treinador pode chegar a US$ 100 milhões (R$ 500 milhões, na cotação atual), o que faz dele o 2º mais bem pago da NBA.

A princípio, Williams assinou um contrato de US$ 72 milhões (R$ 364 milhões) divididos pelos próximos seis anos, com opção de saída na última temporada, mas as negociações podem se estender para US$ 100 milhões em oito anos com os bônus e incentivos.

Os números são bem mais interessantes do que os US$ 20 milhões (R$ 100 milhões) que Monty tinha para receber em três anos do Phoenix Suns, franquia da qual foi demitido no final de maio após perder as semifinais da Conferência Oeste para o Denver Nuggets.

LEIA TAMBÉM:

+ NBA na TV: jogos da temporada 2023/24 deixam de ser transmitidos em dois canais

++ NBA Mercado: gêmeos do Draft provocam briga entre Blazers e Rockets

Com o novo treinador e uma discreta reestruturação da equipe, os Pistons desejam voltar a se classificar para os playoffs —nos últimos cinco anos, foram para a pós-temporada apenas uma vez. Em 2022-23, terminaram com a pior campanha da liga, com apenas 17 vitórias em 82 jogos.

A franquia de Detroit conta com uma base de jogadores jovens atualmente, na média de 23 anos. A equipe deu azar na loteria e ficou com a 5ª escolha geral para o Draft de 2023, mas ainda não se sabem se irão usar ou negociar por um jogador mais consolidado da NBA.

Com o novo contrato, Monty Williams se tornou o segundo técnico principal mais bem pago da liga, ficando atrás apenas de Gregg Popovich, do San Antonio Spurs.

Monty Williams na NBA

Monty Williams começou a carreira como técnico em 2005, no cargo de auxiliar do Portland Trail Blazers, depois de ter encerrado uma carreira como jogador com passagens por New York Knicks, Spurs, Nuggets, Orlando Magic e Philadelphia 76ers.

Virou treinador principal cinco anos depois, com o New Orleans Pelicans, onde ficou mais cinco anos. Depois disso, voltou a ser assistente no Oklahoma City Thunder, durante uma temporada e nos 76ers, em mais uma temporada.

Williams chegou aos Suns como técnico principal em 2019 e, em pouco tempo, tirou a franquia do limbo e levou aos playoffs. Em 2021, conseguiu se classificar para as finais da NBA, perdendo para o Milwaukee Bucks.

No ano seguinte, foi líder da Conferência Oeste e consolidou a equipe em termos de aparições na pós-temporada, chegando a receber o prêmio de técnico do ano.

Na atual temporada, mais uma vez, Monty Williams liderou a franquia de Phoenix  aos playoffs como favorita ao título, mas tropeçou nos Nuggets de Nikola Jokic e perdeu as semifinais por 4 a 2, encerrando seu ciclo na equipe.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.