NBA: Mavs serão investigados após ‘desistência’ da pós-temporada

Paola Zanon | 08/04/2023 - 18:30

A NBA decidiu abrir uma investigação sobre a conduta do Dallas Mavericks durante o jogo contra o Chicago Bulls na noite de sexta-feira (7/4). Os Mavs decidiram não entrar em quadra com os titulares, mesmo ainda tendo chance de classificação.

— A NBA iniciou uma investigação sobre os fatos e circunstâncias que cercam as decisões do elenco do Dallas Mavericks e a conduta em relação ao jogo contra o Chicago Bulls na noite passada, incluindo as motivações por trás dessas ações–, declarou Mike Bass, porta-voz da liga, de acordo com a ESPN.

Os Mavs deixaram Kyrie Irving, Tim Hardaway Jr., Christian Wood, Josh Green e Maxi Kleber fora da relação de jogadores mesmo sabendo que, em caso de derrota, estariam desclassificados dos playoffs. A justificativa apresentada foi recuperação de lesão, no caso de Irving, e precaução, nos outros casos.

Além dos desfalques, a franquia do Texas só deixou Luka Doncic jogar durante o primeiro quarto, em homenagem aos fãs que estiveram no American Airlines Center para a “noite eslovena”, na qual cartazes com a foto do jogador foram distribuídos, além de cachecóis personalizados.

Os Mavericks perderam por apenas três pontos; o placar foi de 115 a 112 para os Bulls –cenário que poderia ter sido diferente com uma atuação de Doncic no último quarto.

LEIA TAMBÉM:

+ Reta final da NBA: Leste já tem confrontos definidos em play-in e playoffs

++ Klay Thompson faz declaração polêmica sobre os Warriors

Com a chance de classificação pequena, mas ainda real, foi difícil entender qual foi a “precaução” mencionada pela franquia de Dallas ao poupar seus jogadores titulares, já que, em caso de derrota, eles disputariam apenas mais um jogo na temporada regular.

Mavs jogaram a toalha?

Após a decisão da diretoria, foi especulado que a motivação por trás seria conseguir uma entre as dez primeiras escolhas do Draft deste ano. Mas a escolha só será mantida com a franquia se ela ficar no top 10 de piores campanhas –posição que foi garantida com a derrota para os Bulls.

Caso o Dallas ficasse de fora da loteria, a escolha deveria ir para o New York Knicks como parte final do pagamento que levou Kristaps Porzingis aos Mavs em 2019. Ou seja, participando da loteria, a franquia manterá a escolha.

— Estávamos lutando por nossas vidas e entendendo que esta é uma situação em que estamos, mas a organização tomou a decisão de mudar. Então, você sabe, temos que seguir isso–, disse o técnico Jason Kidd, antes do confronto. “Os caras que estão jogando, vão tentar jogar para ganhar. Tem que ser profissional, não pode trapacear no jogo”, completou ele.

Doncic optou por não falar com a imprensa e deixou a quadra de cabeça baixa após a derrota. Fontes da ESPN afirmaram que, internamente, a franquia teme que o esloveno peça para ser trocado em 2024.

A NBA criou a loteria justamente para evitar esse tipo de situação. Antes, as piores campanhas tinham direito às primeiras escolhas de Draft. Agora, as dez piores campanhas participam de um sorteio para definir a ordem de escolha, já que muitas equipes desistiam antes do fim da temporada regular por estarem de olho na primeira escolha.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.