Mercado NBA: New York Knicks faz consulta por astro de rival

Paola Zanon | 20/07/2023 - 16:00

Buscando melhorar seu elenco para a temporada de 2023-24 da NBA, o New York Knicks demonstrou interesse por Zach LaVine, mas se espantou com o valor que o Chicago Bulls pediu por seu principal astro.

De acordo com o The Athletic, a franquia de Nova York fez contato com os Bulls para sondar uma possível negociação envolvendo o ala-armador, mas o preço por ele é tão alto que a conversa não teve nem chance de começar.

LEIA TAMBÉM:

+ NBA: caso de agressão na residência de Ja Morant termina em prisão

++ NBA: Poole e pai detonam Draymond Green após briga: ‘Mole como uma cadela'

Além disso, o próprio LaVine e seu agente deixaram claro que ele não tem o menor interesse de vestir a camisa dos Knicks, pelo menos por enquanto. Mesmo não tendo uma cláusula de proibição em seu contrato, é pouco provável que ele seja trocado de equipe.

Zach acabou de renovar com os Bulls e seu novo contrato tem o prazo máximo, que é de quatro anos, pelo valor de US$ 178 milhões (R$ 854 milhões, na cotação atual).

Os executivos de Chicago também têm pouco ou nenhum interesse em abrir mão de LaVine, seja para os Knicks ou para qualquer outra franquia.

O preço de Zach LaVine

O valor para começar uma conversa seria superior ao que o Washington Wizards conseguiu ao enviar Bradley Beal para o Phoenix Suns em troca de Chris Paul, Landry Shamet, seis futuras escolhas de segunda rodada de Draft e quatro futuras trocas de escolha de primeira rodada. 

Em seguida, a franquia da capital enviou Paul para o Golden State Warriors e recebeu Jordan Poole, uma escolha protegida de primeira rodada de 2030 e uma escolha de segunda rodada de 2027.

Para os Bulls, o valor de Zach LaVine seria ainda mais alto do que todos os jogadores e insumos que os Wizards receberam ao abrir mão de Bradley Beal.

O ala-armador chegou aos Bulls após a negociação que enviou Jimmy Butler para o Minnesota Timberwolves em 2017. Apesar de ter se mostrado um bom líder ao lado de DeMar DeRozan, a franquia só apareceu uma vez nos playoffs durante as últimas seis temporadas.

A média do armador na temporada passada foi de 24,8 pontos, 4,5 rebotes e 4,2 assistências em 77 jogos, com 48,5% de arremessos de quadra.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.