NBA play-in: Bulls eliminam Raptors com ajuda de filha de DeRozan

André Avelar | 12/04/2023 - 22:49

O Chicago Bulls não se importou em jogar fora de casa, venceu o Toronto Raptors nesta quarta-feira (12), no Scotiabank Arena, por 109 a 105, e se classificou para a próxima fase do play-in da NBA. Uma peça tão importante quanto improvável na classificação foi a filha de DeMar DeRozan.

A jovem, que fez questão de invadir a quadra e abraçar o pai ao final da vitória, atrapalhou (e muito) os jogadores dos Raptors na linha de lance-livre. Não à toa, foram 18 cobranças desperdiçadas, em 36 tentadas (50% de aproveitamento).

Os Bulls agora se preparam para enfrentar o Miami Heat, que perdeu para o Atlanta Hawks na briga pela sétima seed. Quem avançar do duelo que acontece na sexta-feira se classifica para só aí enfrentar o Milwaukee Bucks pelos playoffs. Os Raptors se despedem da briga na primeira rodada do minitorneio.

De cara, a derrota para qualquer um dos lados significaria o fim da briga por uma vaga na pós-temporada. Em um segundo olhar, o revés já pode ser entendido como início de um processo de rebuild para um e uma sobrevida para outro. Billy Donovan precisará conviver com as críticas de um time montado em cima de Zach Lavine e DeMar DeRozan, mas ainda muito confuso. Nick Nurse pode deixar a franquia ou perder Fred VanVleet e Pascal Siakam para a próxima temporada.

Playoffs do Leste da NBA

(1) Milwaukee Bucks x Chicago Bulls ou Miami Heat (8)

(4) Cleveland Cavaliers x New York Knicks (3)

(3) Philadelphia 76ers x Brooklyn Nets (6)

(2) Boston Celtics x Atlanta Hawks (7)

As das equipes fizeram um primeiro tempo de muita cadência. Sem a conhecida marcação forte dos jogos decisivos, o jogo transcorreu como se fosse mais um encontro de temporada regular. Era só uma armadilha dos Raptors. Quando muita gente já se levantava das arquibancadas em direção às lanchonetes e bares do ginásio em Ontário, VanVleet acertou uma bola do meio da quadra no estouro do cronômetro: 58 a 47 no intervalo.

O último quarto parecia estar definido para os Raptors. Foi quando Lavine resolveu entrar para valer para no jogo. Com o camisa 8 inspirado, e inspirando os demais companheiros, como DeRozan, os visitantes fizeram uma corrida de nove pontos e pouco tempo depois empataram. Era o fim dos 19 pontos de vantagem para a equipe canadense. A partida estava mesmo para ser definida no clutch time.

A filha de DeRozan

Durante toda a partida, uma jovem sentada atrás de uma das tabelas chamou a atenção das câmeras de TV. A cada lance-livre contra os Bulls, a menina gritava enlouquecidamente para atrapalhar a concentração do arremessador. Logo se descobriu que a pequena era Diar DeRozan, filha de DeMar. Siakan, por exemplo, desperdiçou duas das três chances que teve a 11s1 do fim e viu a vitória escapar.

Ídolo em Toronto, DeRozan conhece todos os atalhos da quadra e, mesmo com a camisa do Chicago, saberia encontrar o caminho da cesta. Assim foi em uma marcação duvidosa de falta, que o ala aproveitou um arremesso e garantiu a vitória com o incondicional apoio de Diar.