“Azarão e subestimado”, Adesanya promete: “Hora de lembrar o quão bom eu sou”

Matheus Costa | 06/04/2023 - 15:36

Mesmo com o legado de grandes vitórias e um reinado memorável, Israel Adesanya chega ao UFC 287 com a missão de recuperar o cinturão dos médios. Depois de ser nocauteado pelo algoz de longa data Alex Pereira na luta principal do UFC 281, o nigeriano, agora, fica do lado de desafiante na divisão. No entanto, ele sente que, mesmo depois de tudo o que fez em sua carreira, está sendo subestimado pelo público.

LEIA MAIS:

+ UFC 287: vídeo mostra início de briga entre lutadores em hotel
+ Por que Poatan? Apelido de Alex Pereira traduz a força do campeão do UFC
+ Gilbert Durinho x Masvidal – palpite, odds e prognóstico – UFC 287 – 8/4/2023

Durante a coletiva de imprensa do UFC 287, Adesanya prometeu lembrar os fãs quem ele realmente é, já que admite que se sente como o azarão da luta – mesmo sendo o favorito nas casas de apostas. O ex-campeão afirmou que sente que está sendo subestimado pela maioria.

— Muitas pessoas não conseguem ter a oportunidade de mostrar o quão boas elas estão, de crescer na ocasião quando tudo está contra você e pessoas estão descartando você. Para mim, eu sinto que eu sou o azarão nessa luta. Eu sinto que todos estão contra mim. Por conta do resultado da última luta, memória de peixe dourado. Eles esqueceram o que eu fiz nesse jogo. É hora de lembrar a todos o quão bom eu sou –, afirmou.

Israel Adesanya conquistou o cinturão dos médios com uma atuação dominante contra o então campeão Robert Whittaker, no UFC 243. Seu reinado consistiu em cinco defesas de cinturão contra nomes relevantes como Yoel Romero, Paulo Borrachinha e Whittaker novamente. Entre eles, o nigeriano tentou a sorte ao disputar o cinturão da categoria dos meio-pesados, mas acabou sendo derrotado por Jan Blachowicz.

Escrito por Matheus Costa
Matheus Costa é jornalista, repórter e redator com passagens por MMA Brasil, LANCE!, O Dia, Yahoo! e outros. Sua carreira no jornalismo iniciou na cobertura do MMA, depois se expandindo para a cobertura do futebol e dos bastidores de televisão esportiva brasileira. Já cobriu in loco eventos de MMA, futebol, basquete e jiu-jítsu.