Gilbert Durinho x Masvidal – palpite, odds e prognóstico – UFC 287 – 8/4/2023

Marcelo Cartaxo | 06/04/2023 - 07:00

O UFC 287 tem dois brasileiros no card principal. Além Alex Poatan Pereira, Gilbert Durinho Burns entrará em ação neste sábado (8), a partir das 23 horas, em Miami, nos Estados Unidos. Durinho enfrenta Jorge Masvidal no co-evento principal. A luta promete ser uma das grandes lutas da noite.

Masvidal entra no octógono como um dos lutadores mais conhecidos da empresa norte-americana. Ainda assim, o nativo de Miami não vence uma luta no Ultimate Fighting Championship desde Nate Diaz, em 2019. Uma derrota aqui, talvez, o torne apenas mais um lutador que já passou do seu auge.

Um brasileiro com nome de estadunidense pode enganar aqueles que olham rápido para a luta sem procurar o background. Gilbert entra na gaiola contra Masvidal para usufruir de outras duas derrotas do adversário para wrestlers. A força no grappling de Durinho pode complicar o adversário, tanto para quedas, quanto no clinch.

Onde apostar?

Odds e prognósticos Burns x Masvidal

Burns x Masvidal Valores de odds Casa de apostas Faça sua aposta aqui
Gilbert Burns por KO, TKO, DESC ou Submissão 2.10 Stake Adicionar ao boleto de apostas
Para ser completado o número máximo de assaltos 2.0 Bet365 Adicionar ao boleto de apostas
Gilbert Burns leva o 2° assalto 6.0 Bet365 Adicionar ao boleto de apostas

As odds estão sujeitas a mudanças

Qual aposta mais recomendada para esta luta?

Algo para ficar de olho nos dois lutadores é a força de cada um na trocação franca. Durinho chega para luta como um lutador com poder nos seu socos, com boas chances de conectar golpes incríveis. Ainda assim, contra o boxe afiado de Masvidal pode ser um grande erro ir para uma série de socos que resultariam em algo na luta.

Gilbert Burns por KO, TKO, DESC ou Submissão

Jorge Masvidal em pé na luta é um grande problema por si só. O boxe bem polido torna os socos diretos de Durinho sempre suscetíveis a serem esquivados ou terem uma resposta imediata. Como Masvidal já teve problemas com wrestler, um grappler como Burns deve levar vantagem.

No momento em que o calor da luta for subindo, Durinho provavelmente irá para o clinch, ou alguma queda para levar o oponente a exaustão, limitando seu alcance e descansando ao mesmo tempo. Clinches e takedowns já provaram ser uma dos pontos fracos de Masvidal, quando perdeu para Damian Maia em 2017. O veterano não vence uma luta desde 2019, e isto faz a diferença aqui.

Faça sua aposta com a Stake >>

Para ser completado o número máximo de assaltos

Os dois estilos podem se anular. Afinal, enquanto estiverem em pé, os dois lutadores devem tomar cuidado com os socos do oponente, sempre o mantendo fora de alcance e se movimentando para não ficarem presos em zonas sucessíveis a golpes. Em momento que começarem a esquentar e o rival sentir isto, podem esfriar a luta andando pelo octógono, saindo do raio de alcance, o próprio clinch pode ser uma arma a ser utilizada, mas por Burns. Se Masvidal não capitalizar quanto tiver a chance, o grappling deve aparecer por 1 minuto ou mais, segurando o adversário na grade, e deixando o tempo correr.

Faça sua aposta com a Bet365 >>

Gilbert Burns leva o 2° assalto

No momento em que sentir o ritmo de Masvidal e temporizar as janelas de queda, será imprescindível que a luta fique agarrada e seja levada para o chão. Com o jiu-jitsu também superior de Jorge, a abordagem no chão deve fazê-lo pontuar mais, levando o round para o bolso. Plataformas na internet que falam sobre a luta apontam, algumas vezes, Burns vencendo por decisão. Masvidal está em apuros contra Durinho, e mesmo que conecte alguns golpes fortes, espera-se que Gilbert reaja encurtando a distância e partindo para o grappling.

Isto pode acontecer em qualquer um dos rounds, inclusive mais de uma vez, mas levando em conta que o segundo round pode ser o menos cauteloso após estudar o adversário no 1° assalto, Gilbert tem grandes chances de embolsar o 2° round.

Faça sua aposta com a Bet365 >>

Foto destaque: Arte/QuintoQuarto

 

Escrito por Marcelo Cartaxo
Marcelo Cartaxo é um estudante de jornalismo na Universidade Veiga de Almeida, cujo interesse e paixão pelo jornalismo esportivo o levaram a acumular experiências em várias plataformas renomadas. Sua trajetória inclui colaborações notáveis em veículos como Premier League Brasil, Minha Torcida, Esportelandia, Futebol na Veia e ShaftScore.