NHL: Mike Babcock pede demissão e deixa os Blue Jackets após polêmica

Matheus Costa | 18/09/2023 - 18:47

Menos de três meses depois de assumir o comando do Columbus Blue JacketsMike Babcock não é mais o treinador da equipe da NHL.

O treinador acabou pedindo demissão da equipe no último domingo (17) após a abertura das investigações por parte da NHL e da NHLPA contra o profissional por conta de uma denúncia de assédio moral feita por diversos membros do elenco dos Blue Jackets. De acordo com o ex-jogador e apresentador do podcast “Spittin' Chiclets”, Paul Bissonnette, diversos jogadores do elenco lhe confirmaram que Babcock pediu ao elenco que todos compartilhassem suas fotos pessoais com ele com a justificativa que ele gostaria de saber que tipo de pessoas os atletas são.

VEJA TAMBÉM:

+ Após dirigir alcoolizado e ofensas racistas, jogador da NHL se pronuncia

++ ‘Wembanyama da NHL’: quem é Connor Bedard, fenômeno de 17 anos

– Após uma reflexão, ficou claro que continuar como head coach do Columbus Blue Jackets seria uma distração muito grande. Enquanto estou desapontado por não ter a oportunidade de continuar o trabalho que comecei, eu sei que é o melhor interesse para a organização para eu me afastar imediatamente. Eu desejo a todos da organização o melhor para a próxima temporada -, afirmou Babock em nota.

De acordo com o ex-atleta e apresentador, a iniciativa do treinador começou junto ao capitão da equipe, Boone Jenner, para entregar seu celular e mostrar as suas fotos. Logo em seguida, ele conectou o celular a um projetor e mostrou todas as imagens na sala dos treinadores aos membros da comissão técnica. A prática foi repetida com todos os atletas do elenco.

Mike Babcock negou a acusação e foi defendido por capitão

Após a acusação feita pelo apresentador em seu podcast, o treinador Mike Babcock se posicionou oficialmente na última sexta-feira (15) sobre o assunto e negou o teor das acusações. Ele afirmou que, sim, pediu as imagens aos jogadores, mas apenas como uma forma de conhecer melhor seus jogadores e criar um vínculo.

O capitão Boone Jenner e o atacante Johnny Gaudreau confirmaram, em nota, que mostraram fotos de suas vidas pessoais ao treinador e elogiaram a atitude da comissão técnica, afirmando que foi um ótimo jeito de se enturmar com os treinadores. Além disso, Jenner afirmou que a história acabou tomando uma proporção desnecessária e que estava bastante desapontado com a repercussão.

Mike Babcock assumiu o comando do Columbus Blue Jackets no dia 1 de julho e acabou pedindo demissão antes do início da pré-temporada, deixando a equipe antes de sequer disputar um jogo, oficial ou amistoso, com seus atletas. Vencedor da Stanley Cup com o Detroit Red Wings na temporada de 2007-08, o treinador estava sem emprego na liga desde a temporada de 2019-20 ao ser demitido pelo Toronto Maple Leafs após cinco temporadas. No seu lugar, o assistente técnico Pascal Vincent assumirá o comando dos Blue Jackets.

Escrito por Matheus Costa
Matheus Costa é jornalista, repórter e redator com passagens por MMA Brasil, LANCE!, O Dia, Yahoo! e outros. Sua carreira no jornalismo iniciou na cobertura do MMA, depois se expandindo para a cobertura do futebol e dos bastidores de televisão esportiva brasileira. Já cobriu in loco eventos de MMA, futebol, basquete e jiu-jítsu.