NFL: Aaron Rodgers ‘descarta’ aposentadoria e planeja ‘mais anos’ pelos Jets

André Merice | 08/03/2024 - 12:29

Aaron Rodgers parece sentir-se em casa no New York Jets. Desde sua chegada, em abril de 2023, o quarterback tem expressado constantemente seu desejo em jogar mais alguns anos na NFL.

Com futuro incerto no Green Bay Packers, Rodgers se acertou com os Jets, em uma troca que envolveu seleções de primeira e quinta rodadas no Draft da NFL da temporada passada.

Aaron Rodgers não pretende se aposentar agora

Em uma entrevista recente no podcast ‘Look Into It’ com Eddie Bravo, o quarterback discutiu sua lesão no tendão de Aquiles e seu futuro em Nova Iorque.

– Voltei aos gramados no final da temporada e não consegui chegar à velocidade máxima, mas realmente estive em um bom lugar em termos de reabilitação, desde o início, e me sentindo muito bem. Tenho esperança de poder jogar mais dois, três ou quatro anos, mas você também precisa ter sorte – disse Rodgers, durante o podcast ‘Look Into It’.

A primeira temporada de Rodgers em Nova Iorque não foi como todos esperavam, com o quatro vezes MVP se lesionando logo na estreia pela franquia.

Entenda a lesão de Aaron Rodgers

A vinda de Rodgers aos Jets foi bastante comemorada, mas pouco desfrutada. O quarterback se lesionou na estreia do New York Jets, e ficou de fora do jogo com preocupação de lesão séria no pé esquerdo.

Aos 40 anos, o jogador deixou o campo de maca contra o Buffalo Bills, em setembro de 2023, após sentir dores no calcanhar durante o jogo. Posteriormente, Aaron passou por uma ressonância magnética que confirmou a grave lesão no tendão de Aquiles.

– Não acho que o próximo ano será meu último ano – disse Aaron, ao ser questionado se a próxima temporada seria a última na liga.

LEIA MAIS:

++ NFL: quarterback dos Jets é liberado para procurar nova equipe

++ NFL: New York Jets anunciam dispensa de Dalvin Cook

Escrito por André Merice
No Quinto Quarto desde janeiro de 2021, André Merice cursa o 7º período de jornalismo na Universidade de Ribeirão Preto. Apesar de ser torcedor do São Paulo Futebol Clube, André se encontrou na área dos esportes americanos e hoje se tornou torcedor LeBron James e um admirador de Stephen Curry, o "Víbora".