NBA Playoffs: Lakers dominam atuais campeões Warriors e vão à final do Oeste

André Avelar | 13/05/2023 - 01:45

Se alguém ainda tinha dúvidas, o Los Angeles Lakers deu mais uma vez mostras de que irá mesmo brigar pelo título da NBA nesta temporada 2022/2023. Liderado por Anthony Davis (17 pontos) e LeBron James (30), o time venceu o atual campeão Golden State Warriors por 122 a 101 na madrugada deste sábado (13), na Crypto Arena, venceu a série por 4 a 2 e avançou às finais da Conferência Oeste.

Os Lakers agora vão enfrentar o Denver Nuggets, que eliminou o Phoenix Suns por 4 a 1 e, naturalmente, chega mais descansado na disputa do título do Oeste. A primeira partida acontece na terça-feira, na Ball Arena, no Colorado. No lado Leste, o Miami Heat, que despachou o New York Knicks, já está na decisão e aguarda a definição do adversário: Philadelphia 76ers ou Boston Celtics — o sétimo e último jogo da série acontece neste domingo, no TD Garden.

A partida em LA foi praticamente impecável pelo lado dos Lakers, que não deixou a liderança uma posse sequer, e irreconhecível por parte dos Warriors. Não que os eventos deixassem de ser relacionados, mas LeBron e Davis (esse recuperado de uma pancada na cabeça no último jogo) fizeram o que deles era esperado; enquanto os Splah Brothers, Stephen Curry e Klay Thompson, ficaram limitados em cinco de 26 tentativas de bolas de três pontos.

Reconhecidamente perigosos, com arremessos letais de absolutamente qualquer lugar da quadra, os Warriros ensaiaram uma reação no primeiro quarto. Uma corrida de 16 a 4 assustou os torcedores na Crypto Arena, mas logo o quinteto titular voltou do banco de reservas e as coisas ficaram resolvidas para o lado roxo e dourado.

A jogada que resumiu a partida para os Lakers aconteceu no último lance antes da ida para os vestiários. Davis deu um toco extraordinário em Donte DiVincenzo, Reaves pegou a bola e partiu para a quadra de ataque já contra o relógio. Antes da linha divisória, o armador, uma estrela nestes playoffs, arremessou uma bola certeira de três pontos no estouro do cronômetro. A agressividade defensiva junto da explosão ofensiva era a tônica do duelo até o intervalo: 56 a 46.

Nem mesmo o terceiro quarto, que há tempos costuma a ser o mais produtivo da equipe de Steve Kerr, foi capaz de reverter o resultado. Foram os comandados de Darvin Ham que fizeram chover bolas de três pontos, sempre com os seus coadjuvantes de luxo: Reaves, D´Angelo Russell, Lonnie Walker contribuíram com cestas decisivas. Dennis Schoroder, que já havia cometido uma falta flagrante, por pouco não estragou a festa em um novo entrevero com Draymmond Green e expulsão da partida.

Com a eliminação batendo na porta, os Warriors passaram a fazer o que não são propriamente bons. Curry contra pivôs e Andrew Wiggins na armação de jogadas não fazem da equipe a mais perigosa do Oeste. E aí moravam só dois exemplos. Os Lakers então souberam aproveitar o desespero rival e garantir a classificação às finais de conferência. Os últimos três minutos foram já com os reservas em quadra, tamanha a facilidade da partida.

Com a vitória, os Lakers de certa forma se redimem do vexame de ficarem de fora dos Playoffs na temporada passada. A expectativa agora é pelo 33º título de conferência e, depois, quem sabe, pelo 18º da liga.

LEIA MAIS: