NBA ou NFL? Técnico dos Pistons explana falta clara não marcada: ‘É ridículo’

Paola Zanon | 27/02/2024 - 10:15

A derrota do Detroit Pistons na noite de segunda-feira (26) teve um gosto muito amargo para os jogadores e o técnico Monty Williams, graças a mais um erro de arbitragem na temporada 2023-24 da NBA.

Com vantagem de apenas um ponto para os Pistons e oito segundos para o fim do jogo, Ausar Thompson conseguiu roubar a bola durante o último ataque do New York Knicks, mas teve as pernas agarradas e acabou derrubado por Donte DiVicenzo, perdendo a posse para Jalen Brunson, que por sua vez, conseguiu fazer o passe para Josh Hart colocar os donos da casa na frente.

O lance, que seria normal apenas em uma partida da NFL, sequer foi revisado pela arbitragem. O novato ainda teve um turnover marcado por perder a bola após ser derrubado bem na frente de um dos juízes.

Na sequência, Thompson ainda teve uma falta marcada faltando apenas um segundo para o estouro do cronômetro, colocando os Knicks na linha de lance livre. A franquia nova-iorquina venceu por 113 a 111.

Se a falta de DiVicenzo fosse marcada pela arbitragem, os Pistons poderiam ter alcançado sua nona vitória na temporada.

Técnico dos Pistons detona arbitragem

Com mais um lance polêmico, Monty Williams se juntou aos técnicos que já reclamaram abertamente das falhas da arbitragem da NBA durante a coletiva de imprensa e, provavelmente, também receberá uma multa.

Visivelmente irritado, o treinador revelou que antes mesmo de ir para a sala de imprensa, já havia enviado as imagens do lance para a liga e pedido uma revisão.

— Foi a pior falta não marcada de toda a temporada. Para mim, chega. Nós fizemos nosso papel, ligamos para a liga e enviamos os vídeos. Cansamos de escutar a mesma historinha—, começou ele, ao perguntar onde estavam os jornalistas de Nova Iorque.

Na sequência, Williams deu detalhes sobre a falta de Hart em cima de Thompson e afirmou que a liga não deveria permitir esse tipo de erro.

— O cara pulou na perna do Ausar, e não marcaram nada. Isso é um absurdo! Não tem como errar assim em um jogo da NBA, fim de papo. Cansei de repetir, cansei de nossos jogadores perguntarem: ‘O que mais a gente pode fazer?', hoje foi a prova viva do que estamos enfrentando a temporada toda. Já chega. Não tem como pular na perna de um jogador em uma situação derradeira sem marcarem nada. É ridículo, nós estamos cansados disso. Só queremos uma arbitragem justa, e hoje isso não aconteceu—, disparou.

O treinador dos Pistons levantou da mesa sem responder mais nenhuma pergunta e deixou a sala de imprensa ainda muito irritado.

Na atual temporada, os técnicos Darko Rajakovic, do Toronto Raptors, e Mike Brown, do Sacramento Kings, também denunciaram os erros da arbitragem. Os dois treinadores foram punidos com multas pela liga.

O Portland Trail Blazers ainda foi além e desafiou o resultado de uma partida contra o Oklahoma City Thunder através de um ofício enviado à NBA, mas não obteve sucesso.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.