NBA: expulso do jogo, técnico dos Kings expõe lista de falhas da arbitragem

Paola Zanon | 15/01/2024 - 09:29

Após ser expulso do jogo que terminou com uma derrota para o Milwaukee Bucks, o técnico do Sacramento Kings, Mike Brown, expôs uma lista de falhas da arbitragem.

No começo do último período, o treinador perdeu a paciência com um dos juízes em quadra e partiu para cima dele, precisando ser contido por Malik Monk. Na sequência, o árbitro ejetou Brown da quadra. Ainda assim, o técnico decidiu atender a imprensa após a partida.

— Deixa eu mostrar para vocês porque eu fui expulso do jogo hoje—, começou ele, pedindo um notebook para seu auxiliar e causando estranheza entre os jornalistas.

Durante cinco minutos, Mike mostrou, em vídeos, todos os erros que ele conseguiu identificar por parte da arbitragem ao longo do duelo no Fiserv Forum, em Milwaukee.

A marcação que acabou com a paciência do técnico com o juiz foi uma suposta falta de De'Aaron Fox em Damian Lillard. No momento, o armador dos Kings estava marcando o armador dos Bucks, que ainda não tinha tentado um arremesso.

Em um contato físico, que Brown considerou normal de jogo, um dos juízes apitou e decidiu dar três arremessos de lance livre para Lillard na reta final do terceiro quarto.

— Neste período, eles [juízes] deram 19 lances livres para eles e apenas cinco para nós—, reclamou ele, que continuou a mostrar as falhas da arbitragem, com vídeos, durante os próximos quatro minutos da entrevista.

— Os árbitros são seres humanos e vão cometer erros, mas você só espera que haja uma consistência e uma comunicação entre eles. Eles se comunicaram comigo a noite toda. Mas em termos de consistência, na minha opinião, essa consistência não existiu—, pontuou o treinador.

Após a expulsão de Brown, os Kings conseguiram manter a mesma consistência da partida, que terminou empatada e precisou de uma prorrogação. Os Bucks venceram com uma cesta de três pontos de Lillard no estouro do cronômetro; o placar foi de 143 a 142.

Técnico dos Kings não é o único

Mike Brown não foi o primeiro treinador da NBA a reclamar abertamente de erros de arbitragem durante a temporada 2023-24, principalmente apontando a diferença de lances livres concedidos à uma equipe em relação à outra.

Na última semana, Darko Rajakovic, técnico do Toronto Raptors, se revoltou com as marcações do jogo que terminou em vitória para o Los Angeles Lakers. No último quarto da partida em questão, a arbitragem deu 23 lances livres para os adversários contra apenas dois para a franquia canadense.

— Isso é uma vergonha! Vergonha para os árbitros, vergonha para a liga por admitir isso!—, disparou o sérvio, também durante entrevista coletiva.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.