NBA: Lakers vencem jogo frenético contra Timberwolves e avançam aos playoffs

André Avelar | 12/04/2023 - 01:57

O Los Angeles Lakers brigou até o fim por uma vaga no play-in da temporada 2022-2023 da NBA. E foi preciso brigar ainda mais por uma vaga nos playoffs. O time venceu um jogo frenético contra o Minnesota Timberwolves por 108 a 102, na prorrogação, na última terça-feira (11), na Crypto Arena, na Califórnia. LeBron James anotou 30 pontos e livrou Anthony Davis de uma das maiores bobagens da sua carreira.

Com a vitória, a franquia purple and gold fica com a sétima seed e agora se prepara para encarar o Memphis Grizzlies, que ficou com a segunda colocação da temporada regular na Conferência Oeste. 

Do outro lado, os Wolves ainda têm uma última chance de avançar à próxima fase, contra o perdedor de New Orleans Pelicans e Oklahoma City Thunder (partida que acontece nesta quarta-feira, às 22h30, com transmissão da ESPN e do Star+), ainda pelo play-in. Quem avançar desse duelo, aí sim tem vaga nos playoffs, na oitava seed, contra o Denver Nuggets, que terminou a temporada regular na primeira colocação da Conferência Oeste.

Play-in | sex | 14/4: Minnesota Timberwolves x New Orleans Pelicans ou Oklahoma City Thunder 

Playoffs: | dom | 16/4: Los Angeles Lakers x Memphis Grizzlies

LEIA MAIS:

+ Atlanta Hawks despacha Miami Heat e avança aos playoffs

Rajon Rondo, dos Cavs, ignora favoritos e aponta zebras nas Finais da NBA

++ NBA: Luka Doncic gera ‘treta familiar’ entre pai e filho jogador dos Mavs

Os Wolves não só enfrentariam os próprios Lakers, a torcida agitada no ginásio, o maior apelo por ver o King nos playoffs… Como também os problemas do seu próprio elenco. Rudy Gobert (suspenso por brigar com o companheiro Kyle Anderson) e Jaden McDaniels (com a mão direita quebrada ao socar uma parede) eram os desfalques. 

Todo esse clima pesado caiu por terra assim que a bola subiu. KAT viveu uma noite mágica e contou com as contribuições de Kyle Anderson e Anthony Edwards para que o time terminasse o primeiro tempo com 11 pontos de vantagem. Mike Conley também demonstrou a sua boa e velha cadência ao anotar cestas importantes de três pontos (seis de oito tentadas) e ainda levar a partida para a prorrogação.

Do lado dos Lakers, LeBron James e Anthony Davis comandavam as ações da equipe. Faltava um pouco mais na parte ofensiva. Mais novo queridinho da California, Austin Reaves bem que tentou ajudar, ainda que faltasse algo que realmente incendiasse a partida. No terceiro quarto, o conhecido Lake Show parecia entrar em cena com a virada do placar. O bem treinado time do técnico Chris Finch ainda que segurou a liderança.

A decisão então ficou mesmo para os 12 minutos finais. Pendurado com cinco faltas, Towns foi ausência em momentos decisivos do último quarto. Foi quando os Lakers levaram a diferença para apenas três pontos e, pior, nos lances seguintes ainda cometeram turnovers sucessivos. Resultado? Partida empatada a dois minutos do fim.

LeBron colocou a bola embaixo do braço quando as coisas apertaram, atraiu toda a marcação para si e achou Dennis Schroder, livre, da linha dos três pontos para praticamente garantir a vitória a 1s4 do fim. Os Lakers só não contavam com uma das maiores bobagens da carreira 0s1 da vitória. Depois do pedido de tempo, os Wolves encontraram Conley na zona morta, mas cometeu a falta e deu a oportunidade da partida ficar empatada após as cobranças de lances-livre.

Na prorrogação, apesar de exaustos, os principais jogadores dos Lakers se propuseram a não errar (e quase conseguiram) e sair com a vitória.