Jayson Tatum detona prática comum da NBA e humilha Charlotte Hornets

Paola Zanon | 27/07/2023 - 10:30

Afastado da mídia desde a derrota para o Miami Heat nas finais da Conferência Leste, Jayson Tatum voltou aos holofotes para criticar uma prática muito comum na NBA.

O principal astro do Boston Celtics detonou a forma como alguns jogadores são poupados de jogos considerados menos importantes ao longo da temporada regular e, sem querer, acabou humilhando o Charlotte Hornets.

— Não é porque estamos jogando em uma segunda-feira, contra os Hornets, com transmissão apenas no NBA League Pass e sem ninguém assistindo, que eu vou descansar—, disparou ele, durante um evento da Nike.

A forma como Tatum se referiu à franquia de Charlotte deu a entender que os confrontos contra eles não têm tanta importância assim, já que há algumas temporadas, a equipe acaba com uma das piores campanhas da liga —senão a pior.

— Não é isso que os melhores jogadores fazem. Tem que competir, jogar basquete, dar o devido valor—, completou o ala-pivô, que sonha em conquistar o prêmio de MVP.

O sonho de Tatum

A crítica de Tatum é condicente com seu próprio comportamento como jogador da NBA, já que ele foi um dos mais ativos na temporada regular de 2022-23 ao participar de 74 dos 82 jogos da tabela.

Ainda assim, o jogador ficou em 4º lugar na corrida pelo maior prêmio individual da liga, vencido por Joel Embiid, que participou de 66 partidas.

As novas regras estabelecidas para a temporada de 2023-24 são favoráveis à postura de Jayson; para concorrer ao prêmio de MVP e outros reconhecimentos individuais, os jogadores terão que disputar, no mínimo, 65 partidas até o fim da temporada regular.

Ja Morant, por exemplo, não poderá concorrer a nenhum destes prêmios por causa da suspensão de 25 jogos por mostrar uma arma nas redes sociais pela segunda vez.

Os jogadores que se machucarem também podem perder a chance de concorrer aos prêmios da NBA, não importando o quão bem eles jogam quando estão saudáveis. Se somarem 18 desfalques, ficarão de fora da corrida.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.