Caso Ja Morant: estrela dos Grizzlies pode pegar punição histórica na NBA

Paola Zanon | 08/03/2023 - 16:32

Após ser afastado por tempo indeterminado pelo Memphis Grizzlies por exibir uma arma nas redes sociais, Ja Morant pode pegar até 50 jogos de punição caso a NBA, que investiga o caso, constate que ele portou uma arma nas dependências oficiais da franquia.

A primeira punição aconteceu após ele abrir uma live no Instagram enquanto estava em uma balada e mostrar sua arma de fogo. O caso se passou após um jogo dos Grizzlies contra o Denver Nuggets, no Colorado, onde há uma investigação por parte da polícia em andamento.

A princípio, o camisa 12 ficaria suspenso de apenas dois jogos, mas o castigo passou a ser por tempo indeterminado. Agora, a NBA investiga se houve porte de arma nas dependências da franquia de Memphis. As informações foram divulgadas no podcast This League Uncut, formado pelos repórteres Marc Stein e Chris Haynes, especializados em NBA.

— Se houver uma arma de fogo nas dependências do time, ou no avião, isso gera uma suspensão automática de 50 jogos. É por isso que a liga está tentando descobrir onde estava a arma antes do vídeo –, explicaram os jornalistas. De acordo com eles, a NBA se juntou à investigação policial para descobrir se Morant levou a arma pessoalmente até a cidade de Denver por meio de algum transporte oficial dos Grizzlies.

Caso as suspeitas sejam constatadas pelas investigações, esta será a primeira vez na história da NBA que um jogador pegará até 50 jogos de suspensão.

Além disso, Ja pode ser punido na lei pelo porte de arma em si, já que no Colorado, há regras para que uma pessoa possa carregar consigo um revólver; uma delas é não estar sob a influência de álcool. O atleta não apareceu bebendo no vídeo, mas seus amigos em volta, sim.

Coleção de polêmicas

A exibição da arma de fogo em uma live nas redes sociais não foi um fato isolado. Na mesma semana, Morant foi acusado de espancar um adolescente de 17 anos e ameaçá-lo com uma arma na porta da casa dele após um jogo amistoso de basquete. O fato teria acontecido em julho do ano passado.

Além disso, ele também foi acusado de ameaçar o chefe de segurança de um shopping center em Memphis, fato que teria ocorrido pouco antes do episódio com o adolescente.

E apesar de não ter se pronunciado sobre o vídeo, a NBA já afirmou que investiga uma suposta ameaça feita por ele contra jogadores e membros da comissão técnica do Indiana Pacers em janeiro deste ano. Segundo os relatos, o armador ainda teria apontado lasers vermelhos para os torcedores rivais após um jogo no FedEx Forum.

A investigação da liga confirmou que houve uma situação de confronto após a partida, mas não era possível afirmar que armas de fogo fizeram parte do acontecido.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.