UFC: André Sergipano vence ‘no último segundo’ e quebra sequência de rival

Lucas Gervazio | 10/12/2023 - 08:52

Aos 33 anos de idade, André Sergipano comprovou na noite deste sábado (09) que ainda tem ‘lenha para queimar' no UFC. Diante de um rival complicado, o brasileiro natural de Montes Claros (MG) provou a sua força no tatame e ‘ressurgiu' na modalidade peso-médio.

Contra Jun Yong Park, pelo UFC 83 Vegas, o brasileiro controlou as ações em alguns momentos e perdeu o domínio do ringue em outros. No entanto, conseguiu fechar os 15 minutos de disputa com uma leve vantagem.

No final da luta, com o adversário desgastado, Sergipano reviveu os seus grandes momentos no MMA internacional e, com um ‘último suor' decisivo, garantiu uma vitória fundamental para os seus próximos passos no UFC.

UFC: André Sergipano ‘ressurge' em Las Vegas e vence ascensão da categoria peso-médio

Em uma luta muito disputada no chão, sem grandes momentos de combate, o brasileiro André Sergipano superou o sul-coreano Jun Yong Park durante o UFC 83 Vegas na noite deste último sábado (09).

O resultado foi decicido pelos jurados e, mesmo após o final dos três assaltos no tatame, André Sergipano precisou reverter uma situação que parecia mais favorável para o seu rival.

Um dos jurados indicou que o sul-coreano era o vencedor do duelo. No entanto, o resultado final decretou a vitória do lutador brasileiro e marcou um momento histórico para a sua carreira no MMA internacional.

André corria riscos de ficar de fora do UFC em 2024

Considerado uma das grandes promessas brasileiras no UFC em 2023, André sofreu duas derrotas no ano (Brendan Allen e Paul Craig) e, assim, entrou no tatame neste sábado (09) com a possibilidade de ficar de fora dos próximos cards.

A vitória foi muito comemorada não apenas por André e sua comissão, mas também pelos fãs do brasileiro nas redes sociais. Com o ‘ressurgimento' no UFC, Sergipano tem pela frente uma nova missão: dar a volta por cima em 2024.

Mesmo com 33 anos de idade, o lutador brasileiro entende que o melhor ainda está por vir nos octógonos do UFC. Para o ano que vem, a promessa é de uma boa sequência e, consequentemente, uma remontada na carreira.

Escrito por Lucas Gervazio
Jornalista, com formação acadêmica da UNESP, com mais de 2 anos de atuação em redação de conteúdo. Apaixonado por futebol e fã dos Lakers, exploro algumas curiosidades da NBA e NFL no Quinto Quarto desde novembro de 2023.