UFC: Covington sobe o tom, ameaça Khabib e desafia Adesanya e Makhachev

Igor Ribeiro | 11/05/2023 - 11:38

Colby Covington deve ser anunciado em breve como o próximo desafiante ao cinturão dos pesos-meio-médios (até 77 kg), mas já vislumbra seu futuro após a luta contra Leon Edwards. O norte-americano, que é conhecido por seus comentários indigestos, fez desafios para Israel Adesanya e Islam Makhachev, dois campeões do UFC.

Em entrevista ao MMA Fighting, Covington citou o objetivo de chegar ao título e buscar uma superluta diante de outro nome do topo do UFC. O Caos, como é conhecido, declarou que seria capaz de derrubar, incomodar e vencer Israel Adesanya — que detém o cinturão nos pesos-médios (até 83,9 kg).

VEJA TAMBÉM

+ Durinho rompe silêncio e revela impacto de lesão no UFC: ‘Pensei em desistir’

++ MMA: ex-lutador do UFC, Cédric Doumbé acerta com a PFL

— Com certeza, eu adoraria fazer essa luta (contra Israel Adesanya). É uma grande luta. Eu gosto do confronto, sendo bem honesto. Acho que ele não poderia me vencer, pois eu o derrubaria e o quebraria dentro do octógono. Ele não pode ficar como o rei do cardio, não está pronto para o aço americano com um sex appeal. Eu adoraria essa luta. Campeão x Campeão. Estados Unidos contra outro país que ele seja, Nova Zelândia ou outro lugar. Vamos fazer isso acontecer —

Makhachev na mira de Covington

Caso chegue ao posto de campeão nos meio-médios, Colby também tem outra mira apontada: Islam Makhachev. O russo, que é campeão dos pesos-leves (até 70,3 kg), já teria negociado um confronto contra o norte-americano no passado e as intenções para que a luta aconteça poderiam ser esquentadas. Ao menos é o que garante o desafiante.

— Acho que é uma possibilidade muito realista. Houve conversas no passado para uma luta (contra Makhachev) e se eu poderia lutar nos leves. Não sou um grande meio-médio e não perco muito peso. Sei que, provavelmente, temos o mesmo peso (fora das competições). Ele corta muito para ter vantagem em uma categoria que não tem wrestlers para dar trabalho —, acrescentou.

Até Khabib foi alvo…

Colby Covington, mais uma vez, não se restringiu às provocações apenas para Israel Adesanya e Islam Makhachev. Ele também falou sobre um possível conforto da lenda dos pesos-leves, Khabib Nurmagomedov. Segundo ele, o russo — aposentado desde 2020 — nunca se arriscou na divisão acima por ter medo de enfrentá-lo.

— Há uma razão pela qual Khabib nunca lutou no meio-médio. O ‘rei Colby’ está aqui e ele sabe que vou parar sua luta livre e socá-lo na cara até que ele desista —, concluiu.

Com 25 anos, Colby Covington terá sua terceira chance de conquistar o cinturão dos meio-médios. O Caos parou em Kamaru Usman nas outras oportunidades, mas tem em Leon Edwards a nova oportunidade pelo topo. Segundo do ranking, ele soma histórico de 17 triunfos e três reveses.