UFC Vegas 72: Caio Borralho brilha e confirma noite perfeita ao Brasil

Igor Ribeiro | 29/04/2023 - 22:34

O UFC Vegas 72, evento realizado neste sábado (29), contou com a presença de três brasileiros no card principal. E o país verde-amarelo se deu bem.

O destaque ficou para Caio Borralho, que seguiu invicto nos pesos-médios (até 83,9 kg) do UFC ao finalizar Michal Oleksiejczuk com um mata-leão pelo segundo assalto. Ele se juntou a Rodolfo Vieira e Marcos Pezão, que também venceram na noite.

VEJA TAMBÉM

+ Lenda do jiu-jítsu, mestre da família Gracie morre aos 88 anos

++ UFC tem notícia surpreendente para Dos Anjos e Vicente Luque

Com amplo favoritismo, Caio estudou Oleksiejczuk e entrou com contragolpes certeiros, que explodiram no rosto do adversário. O polonês, por sua vez, marcava bem a distância e encurralava o brasileiro junto à grade pelos trabalhos sólidos da trocação. Na reta final, Borralho entrou com uma queda e garantiu o round.

No início do segundo round, Caio optou por trocar menos e tentar mais as quedas. Esperto e rápido, o brasileiro logo chegou às costas e fechou o cadeado. E foi questão de tempo. Ele passou a cana do braço, buscou o mata-leão e viu Michal bater em desistência.

Rodolfo Vieira sofre, quase acaba nocauteado e dá a volta por cima contra Cody Brundage

Foi no sofrimento, mas deu Rodolfo Vieira. Depois de início ruim e sofrimento no primeiro round, o especialista em jiu-jitsu não pagou para ver. Ele colocou para baixo e finalizou Cody Brundage com um catagatame. O duelo aconteceu pela categoria dos pesos-médios (até 83,9 kg).

O início teve momentos de sofrimento, já que Rodolfo sofreu com as mãos de Brundage. Ele caiu, segurou seu adversário e apenas amarrou para não abrir grandes brechas por golpes do rival. A estratégia fez com que o lutador respirasse e voltasse com outra pegada.

No segundo assalto, tudo mudou. Sem dar margem para Cody, Vieira deu o bote nas pernas e passou para o katagatame. O lotador partiu pela pegada e conquistou mais uma vitória por finalização na carreira.

Marcos Pezão vence e tira invencibilidade de Waldo Cortes-Acosta

Marcos Rodrigues de Lima, o Pezão, foi o primeiro brasileiro a aparecer no octógono do UFC Vegas 72. Com estilo estratégico, o paulista feriu a perna e tirou a invencibilidade de Waldo Cortes-Acosta na carreira. O duelo entre os pesos-pesados (até 120,2 kg) acabou decidido por unanimidade nos pontos.

Marcos Pezão x Waldo Cortes-Acosta. Foto: Reprodução/Twitter @UFC
Marcos Pezão derrotou Waldo Cortes-Acosta. Foto: Reprodução/Twitter @UFC

Pezão usou e abusou dos chutes na perna de Acosta. Forte fisicamente, o brasileiro partiu para a luta agarrada e quedou facilmente. O dominicano, por sua vez, voltou para a luta em pé, mas tinha a mobilidade comprometida — pelo estilo do adversário que o prejudicou.

O segundo round também acabou bom para um dos lados. Marcos continuou aplicando golpes na base de Waldo, que passou a mancar no octógono. Pezão colocou para baixo e, com facilidade, chegou às costas. Contudo, no ajuste, perdeu a pegada.

No terceiro e último assalto, o drama apareceu para Pezão. Cansado no octógono pelo rimo imposto anteriormente, o brasileiro passou a se manter estativo. Sem se mexer com facilidade, ele foi alvo de boas combinações de Cortes-Acosta.