UFC: Adesanya justifica provocação a criança de 12 anos, filho de Poatan

Matheus Costa | 02/05/2023 - 15:30

Depois de nocautear brutalmente Alex Poatan e reconquistar o cinturão dos médios, Israel Adesanya chamou a atenção em sua comemoração com uma cena polêmica no UFC 287 ao provocar o filho do peso médio brasileiro. Semanas após o evento, o nigeriano explicou o que aconteceu e a motivação de sua provocação.

VEJA TAMBÉM

Luto no MMA: ex-UFC, Felipe Cabocão morre aos 29 anos

++ Francis Ngannou: ONE Championship bate o martelo sobre contratação

Adesanya ignorou o fato de se tratar de uma criança de 12 anos e explicou que ensinou uma “lição de vida” ao filho de seu algoz, afirmando que Poatan precisa lhe agradecer por sua atitude.

– A irmã estava segurando eles porque estavam chorando. Então eu fui e fiz aquilo. ‘Ah, mas ele é só uma criança'. E daí? Se eu tivesse um filho e ele entrasse no octógono depois do UFC 287 e começasse a fazer aquilo perto do Pereira, eu falaria ‘que po*** você está fazendo? vem cá, peça desculpas àquele homem' -, afirmou Israel.

Adesanya afirmou que fez um favor ao brasileiro, que subiu para a categoria dos meio-pesados após perder o cinturão, e disse que Poatan deveria ter ensinado melhor ao seu filho.

– O cara me nocauteou em seu país, viu o filho fazer aquilo e não teve a disciplina para repreendê-lo. De novo, antes do UFC 281, você está em seu carro e fica brincando: ‘olha o que meu filho fez'. Se você não vai ensinar seus filhos a terem bons modos e respeito, eu vou. Eu fiz um favor a ele. Eu dei uma lição de vida que ele vai lembrar para sempre. Fico feliz por isso. F****-se esses garotos -, encerrou.

Escrito por Matheus Costa
Matheus Costa é jornalista, repórter e redator com passagens por MMA Brasil, LANCE!, O Dia, Yahoo! e outros. Sua carreira no jornalismo iniciou na cobertura do MMA, depois se expandindo para a cobertura do futebol e dos bastidores de televisão esportiva brasileira. Já cobriu in loco eventos de MMA, futebol, basquete e jiu-jítsu.