UFC 288: ‘Durinho’ perde e se distancia do cinturão dos meio-médios

André Avelar | 07/05/2023 - 01:23

Menos de um mês depois, Gilbert ‘Durinho’ Burns voltou a lutar. O brasileiro aceitou o desafio, subiu na madrugada deste domingo (7) no octógono do UFC 288, em Nova Jersey, nos Estados Unidos, e perdeu para Belal Muhammad por decisão unânime. A luta, acertada em cinco rounds, foi válida pela categoria meio-médio (77,1 kg), no co-main event no Prudential Center.

O combate foi um pedido de Durinho (terceiro no ranking) para se aproximar do cinturão da categoria, atualmente com Leon Edwards. Belal está em terceiro na lista, atrás de Khamzat Chimaev, Colby Covington e Kamaru Usman.

Durinho vinha de uma vitória convincente contra Jorge Masvidal, em 9 de abril, em Miami, na casa do adversário. Naquela oportunidade, ele calou os torcedores na arena quando esteve perto da finalização. O atleta local se aposentou do MMA ao final da luta. Antes ainda, em 22 de janeiro, no Rio, Durinho havia vencido Neil Magny por submissão.

LEIA MAIS:

+ UFC 288: Jéssica ‘Bate-Estaca’ perde por nocaute no 1º round para chinesa

++ UFC presta homenagem a lutador brasileiro morto aos 29 anos

Com pouco tempo de preparação para o combate, o brasileiro tinha mais ritmo de luta, mas menos tempo de estudo do que poderia fazer o adversário. No primeiro round, um direto de direita o fez balançar as pernas. Ficou a impressão de que o brasileiro havia sentido um problema no braço esquerdo, não confirmado até a conclusão desse relato.

Nos cinco minutos seguintes, Belal mostrou o striker que é e tirou sangue do rosto do lutador de Niterói (RJ). Foi quando o corner tratou de baixar a intensidade de Durinho e pedir iniciativas mais certeiras.

Dois socos certeiros, de encontro ao adversário, vieram no quarto round, o primeiro claramente em favor do brasileiro. De faixas azuis nas luvas, Durinho foi para cima, mas preferiu buscar a finalização ao invés de insistir com socos e chutes. Do outro lado, o lutador americano-palestino sentiu os golpes e tratou de fugir do raio de ação.

No último round, Belal usou toda a sua inteligência, e tempo para criar a estratégia, para aboserver os low-kicks do brasileiro, fugir da luta agarrada e comemorar a vitória.

Confira todos os resultados do UFC 288

Card principal

Aljamain Sterling x Henry Cejudo – vitória por decisão dividida
Belal Muhammad x Gilbert Burns – vitória por decisão unânime
Jessica Andrade x Yan Xiaonan – vitória por nocaute técnico
Movsar Evloev x Diego Lopes – vitória por decisão unânime
Kron Gracie x Charles Jourdain – vitória por decisão unânime

Card preliminar

Drew Dober x Matt Frevola – vitória por nocaute técnico
Kennedy Nzechukwu x Devin Clark – vitória por submissão
Khaos Williams x Rolando Bedoya – vitória por decisão dividia
Mariana Rodriguez x Virna Jandiroba – vitória por decisão unânime
Braxton Smith x Parker Porter – vitória por nocaute técnico
Phil Hawes x Ikram Aliskerov – vitória por nocaute
Joseph Holmes x Claudio Ribeiro – vitória por nocaute técnico