Boxe: influenciadora justifica polêmica e diz se foi banida após expor seios

Igor Ribeiro | 20/07/2023 - 19:00

Daniella Hemsley, que foi responsável por polêmica na Kingpyn Boxing, explicou a comemoração em que deixou os seios à mostra após confirmação da vitória por pontos sobre Mr. Danielka em evento de boxe 

Em seu canal no Youtube, ela explicou a ausência no próximo evento e diz que teme ter quebrado o polegar. Ela também negou que esteja banida da organização e diz que apenas tirou um período para se recuperar antes de voltar a lutar. 

VEJA TAMBÉM

Do Bronx abre o jogo sobre revanche com Makhachev e faz promessa aos fãs

++ Dana White surpreende e escala Charles do Bronx e Borrachinha para o UFC 294

– Acho que quebrei meu polegar, mas vejo muita especulação na mídia no momento sobre eu ter sido banida. Não estou banida da Kingpyn, pessoal. Simplesmente decidi tirar algumas semanas de treinamento para me recuperar e recuperar meu corpo. Pretendo voltar a lutar novamente no inverno —, alegou.

‘Garota em chamas’ no boxe? 

Hamsley explicou o que teria acontecido na comemoração e alegou que tinha um adesivo para proteção, mas acabou puxando demais na hora da celebração. A ideia era fazer referência a um filme. 

— Eu tinha adesivos de meus seios em chamas, numa vibe “‘garota em chamas”. Quando venci, levantei a blusa e os adesivos grudaram. O mundo inteiro viu os peitos à mostra. Tenho certeza de que a maioria de vocês não está reclamando —, provocou.  

A luta foi boa para Hemsley, que estava mais precisa que Danielka e mostrou uma desenvoltura maior. Ela foi superior e levou a luta na decisão unânime dos juízes, mas já estava fora do torneio por ter perdido, na primeira rodada, para a brasileira Jully Poca.