Ngannou confronta Dana White e revela motivo chocante por saída do UFC

Igor Ribeiro | 21/05/2023 - 17:57

O mundo do MMA foi abalado com a notícia de que Francis Ngannou, um dos maiores nomes dos pesos-pesados (até 120,2 kg), deixou o UFC para assinar com a PFL após um impasse contratual. O presidente de sua antiga empresa, Dana White, fez uma insinuação de que outro motivo teria levado o franco-camaronês a deixar a organização.

Em entrevista de imprensa pós-evento do UFC Vegas 73, no último sábado (20/05), Dana White sugeriu que Ngannou não estaria disposto a enfrentar Jon Jones, citando o resultado da última luta do Bones contra Ciryl Gane como um possível motivo para sua suposta fuga.

LEIA TAMBÉM

+ MMA: Francis Ngannou ousa, deixa modéstia de lado e rebate críticos

++ UFC: cutman compartilha segredo que fez Poatan renascer e nocautear Adesanya

— No dia em que o liberamos, eu sabia exatamente o que iria acontecer. Francis não quer correr nenhum risco contra Jon Jones. Depois que vimos o que aconteceu com Ciryl Gane, não o culpo. Acho que o resultado teria sido exatamente o mesmo. E tenho certeza de que vocês (jornalistas) também acham isso —

Dana White questiona a estratégia de negócios da PFL e expressa ceticismo em relação ao sucesso da abordagem. O chefão menciona ter ouvido especulações sobre investimentos significativos da organização rival, mas levanta dúvidas sobre a lógica por trás desses investimentos, considerando a falta de uma audiência significativa.

White sugere que a estratégia pode não dar certo, mas deseja sorte ao CEO da PFL, Peter Murray, e aos demais dirigentes da organização.

— O que eles estão fazendo não faz sentido para mim como estratégia de negócios. Ouvi que eles teriam recebido um investimento do Oriente Médio. Mas eu conheço um pessoal de lá. Que teria coragem de investir agora? É uma organização que está gastando dinheiro, não tem audiência e não vende ingressos. Eu sei como essa história termina. Entendo o que Francis está fazendo. Desejo ao PFL toda a sorte do mundo. Desejo a ele toda a sorte do mundo. Apenas não é o que fazemos aqui —

Ngannou rebate Dana e expõe razão chocante por saída do UFC

Ngannou não deixou as declarações sem resposta. Em uma série de postagens no Twitter, o franco-camaronês questionou Dana White, enfatizou que cumpriu seu contrato, diz que já não gostaria de renovar e optou por sair.

— Qual é o seu problema comigo? Concluí meu contrato, era um agente livre e optei por sair. Você não me liberou. Detesto correr riscos? É por isso que defendi meu título para cumprir meu contrato sem ligamentos do joelho —

Francis expressou insatisfação com o tratamento no UFC e alegou que a organização queria controlar seu acordo. Com seu contrato na PFL, ele se sente pago e respeitado, e afirma que alcançou um termo justo para todas as partes envolvidas. O lutador questionou por que Dana White parecia tão contra sua liberdade e felicidade.

— A razão pela qual lutei três vezes em três anos é porque você queria controlar meu acordo e assinar um novo. E me congelar. Finalmente estou sendo pago e respeitado, e tenho um acordo justo e igual para todas as partes. Por que você é tão contra eu ser livre e feliz? —

Contrato com a PFL

Insatisfeito com o pagamento recebido pelo UFC, Francis reivindicou uma remuneração mais alta. Ele também buscou o melhor contrato possível, que lhe permitisse lutar boxe e tivesse direitos importantes relacionados a outros lutadores. Tanto que o franco-camaronês se tornará o presidente da PFL na África, visando descobrir novos talentos e promover eventos da organização no continente.

O contrato com a PFL reserva direitos apenas para lutas no MMA, com o lutador disponível para uma aguardada estreia no boxe em outra franquia. Ele planeja atuar na modalidade e deve retornar às artes marciais mistas por volta de 2024.

Escrito por Igor Ribeiro
Igor Ribeiro é especialista em lutas e MMA e começou a carreira na área como redator e repórter do site Super Lutas, até se tornar coordenador. Foi reporter do Quinto Quarto até julho de 2023.