Francis Ngannou abre o jogo sobre futuro no MMA: ‘Tomei uma decisão’

Igor Ribeiro | 16/03/2023 - 10:49

Depois de abdicar do cinturão peso-pesado (até 120,2 kg) e deixar o UFC de forma polêmica, Francis Ngannou pode ter uma definição sobre o seu futuro em breve. Ventilado em grandes organizações de MMA e com possibilidades no boxe, o franco-camaronês ainda avalia as melhores propostas para seguir com a carreira. Agora, o lutador já parece estar próximo de um acerto.  

Em entrevista ao podcast The MMA Hour, Ngannou declarou ter negociações avançadas com PFL e One Championship e, apesar de expressar desejo em voltar a atuar nas artes marciais mistas, prioriza uma luta de boxe. O motivo por uma saída do Ultimate, além do imbróglio salarial, também está relacionado ao sonho pessoal do ex-campeão em atuar nos ringues.  

— Tomei uma decisão. Ainda sem fechar o negócio, sei qual será meu próximo passo. Quero lutar boxe primeiro e, depois, lutar no MMA. Vou assinar com uma empresa de MMA. Ainda não defini, mas estou perto de PFL ou One (Championship). Estamos próximos (de um acerto), já que me sinto respeitado e querido. Tem sido diferente.

Ngannou no boxe: acordo feito? 

As negociações pelo retorno de Francis Ngannou foram intensificadas com PFL e One Championship. A empresa norte-americana conta com um formato de torneio por temporada, que premia o lutador vencedor em US$ 1 milhão (cerca de R$ 5,2 milhões). Já a organização asiática é flexível em relação à imagem dos lutadores com patrocinadores e marcas, além de pagar grandes bolsas por lutas. As duas franquias devem facilitar um acordo por ida do franco-camaronês ao boxe.  

LEIA MAIS:

Francis Ngannou rompe silêncio e responde Dana White e Jon Jones

++ Makhachev diz que McGregor foge de luta por que está ‘bebendo e fumando o dia todo

Desde que declarou sonho de lutar boxe, Ngannou flertou com uma luta contra Tyson Fury, um dos principais boxeadores da atualidade. Ele também expandiu as opções e teve o nome veiculado para encarar Deontay Wilder e Anthony Joshua. Já no MMA, por outro lado, ele somou 17 resultados positivos e apenas três negativos.