Conheça os perigos para Jon Jones na categoria dos pesos-pesados do UFC

Igor Ribeiro | 06/03/2023 - 12:00

Jon Jones passou por um grande desafio no UFC 285, realizado no último sábado (4/3), na T-Mobile Arena, em Las Vegas. Protagonista da noite, o ‘Bones’ derrotou Ciryl Gane em pouco mais de dois minutos e se tornou o novo campeão linear dos pesos-pesados (até 120,2kg). Os perigos para o norte-americano na organização, no entanto, estão longe de acabar.

Apontado como lenda das artes marciais mistas por seus feitos dentro do octógono mais famoso do mundo, Jones não pode relaxar no posto de melhor do mundo. A mira de outros lutadores está apontada para o norte-americano, que tem possíveis grandes perigos pela frente. O Quinto Quarto BR listou os atletas que podem estragar os planos do campeão na divisão.

Conheça os perigos para Jon Jones

Stipe Miocic

Sem atuar desde março de 2021, Stipe Miocic deve ser o próximo desafio de Jon Jones pelo cinturão. O croata, inclusive, acompanhou a luta da beira do octógono. Grande nome da história dos pesos-pesados, o lutador soma um cartel de 20 vitórias e quatro derrotas, além de contar com dois recordes – mais defesas de cinturão (quatro) e lutador que mais triunfou em disputas de título (seis).

Ali mesmo, perto da arena, na área VIP do UFC, Miocic foi desafiado após a vitória de Bones. O lutador aceitou enfrentá-lo e tem acordo verbal para luta contra o campeão para julho deste ano. Ele já derrotou Francis Ngannou, Daniel Cormier, Fabrício Werdum, Alistair Overeem e Júnior Cigano.

Sergei Pavlovich

Terceiro colocado na divisão, Sergei Pavlovich foi lutador reserva para o duelo entre Jon Jones e Ciryl Gane. O russo bateu o peso com tranquilidade e acompanhou de perto a vitória de Bones, na T-Mobile Arena.

Pavlovich pode se aproximar ainda mais de uma chance pelo ouro. O atleta está escalado para encarar Curtis Blaydes em luta principal de evento no dia 22 de abril. O russo perdeu apenas em sua estreia na empresa, mas garantiu uma sequência de cinco triunfos, todos no primeiro round. Ele tem grande base em pé e impressiona por poder das mãos.

Tom Aspinall

Um dos principais prospectos dos pesos-pesados, Tom Aspinall se recupera de lesão grave sofrida no joelho. Sexto colocado no ranking, o inglês estava invicto em cinco apresentações na organização, mas aplicou um chute alto e sentiu a articulação ao pisar o pé no chão.

Aspinall ainda não voltou ao octógono e sua presença é incerta para 2023, mas tem grandes qualidades na luta em pé, que o faz ser considerado um dos maiores perigos da atualidade. Ele possui 12 triunfos e três reveses.

Jailton Malhadinho

Novato no ranking, o brasileiro Jailton Malhadinho reúne características que podem preocupar Jon Jones. O baiano vive sequência de 13 vitórias seguidas e é tido como o grande futuro do Ultimate. Ele também já competiu nos meio-pesados (até 93kg), mas já deixou claro que pensa em chegar ao título na categoria acima.

Profissional desde 2012, Malhadinho soma um cartel de 18 resultados positivos e dois negativos. O brasileiro é o 14º na divisão e tem luta marcada contra Jairzinho Rozenstruik, em maio deste ano.

Francis Ngannou

De todos os prováveis desafios de Jones, Francis Ngannou é, hoje, o mais improvável de enfrentar o campeão. O franco-camaronês, que era o detentor do cinturão e chegou a negociar os termos para enfrentar Bones, não chegou a um acordo salarial com o UFC e está sem contrato vigente com qualquer outra organização.

Ngannou poderia oferecer um real perigo para Jon, principalmente na luta em pé. Flertando com uma ida ao boxe, o lutador tem poder de nocaute e já bateu nomes como Júnior Cigano, Cain Velasquez e Stipe Miocic. Sua volta, porém, foi descartada por Dana White.