MMA: Bellator surpreende, bate o martelo e define futuro de Cris Cyborg

Igor Ribeiro | 04/05/2023 - 18:00

Cris Cyborg é uma lenda do MMA. Precursora das mulheres no esporte, a brasileira já fez história como campeã em quatro organizações distintas (UFC, Bellator, Invicta FC e Strikeforce), além de duas apresentações no boxe. E seu futuro para a sequência nas artes marciais, agora, está decidido.  

Em sua conta oficial no Twitter, o Bellator anunciou o ‘fico’ após renovação de contrato com Cyborg e citou cláusula de exclusividade em acordo de múltiplas lutas. 

— A GOAT (melhor de todos os tempos) do MMA feminino renovou. Campeã mundial peso-pena, Cris Cyborg assina um novo contrato de múltiplas lutas para continuar fazendo história exclusivamente com o Bellator MMA —

VEJA TAMBÉM 

+ UFC 288: Durinho revela estratégia e diz o que pensa sobre rival

++ Werdum desafia Ngannou por superluta em estádio de futebol no Brasil

Cyborg e Bellator – relação de sucesso 

Cyborg está invicta com as luvas do Bellator. Até o instante, são cinco vitórias — todas elas pelo cinturão. Em comunicado à imprensa, a campeã revelou ter recebido outras ofertas para sair da organização presidida por Scott Coker, mas destaca o desafio na atual categoria como o principal motivo para seguir.  

— Depois de receber várias ofertas de várias promoções, estou muito feliz por ter conseguido chegar a um acordo com o Bellator e continuar sendo a cara da divisão peso-pena feminino. Scott Coker é um promotor que trabalho e tenho respeito há muitos anos — 

Aos 37 anos, Cyborg é, na opinião de parte do MMA, a maior da história. Em sua carreira, são 29 lutas — com 26 resultados positivos e dois negativos, além de uma luta sem resultado. Ela já venceu nomes como Holly Holm, Julia Budd e Felicia Spencer e vem de sequência de seis vitórias. 

Ainda não está decidido o próximo desafio de Cris no Bellator. As ex-lutadoras do UFC, Cat Zingano e Sara McMann, aparecem como prováveis adversárias.  

Escrito por Igor Ribeiro
Igor Ribeiro é especialista em lutas e MMA e começou a carreira na área como redator e repórter do site Super Lutas, até se tornar coordenador. Foi reporter do Quinto Quarto até julho de 2023.