COLUNAS

Amanda Nunes é a maior e melhor lutadora de todos os tempos!

Amanda Nunes é a maior e melhor lutadora de todos os tempos!

Amanda Nunes é a lutadora mais dominante da atualidade e isso não é nenhuma novidade e não há dúvidas. Mas seria ela a maior lutadora de todos os tempos do MMA/UFC? A Poliesportiva vai fazer uma análise para que você entenda o que representa cada grande lutadora no esporte.

Primeiramente, vamos nomear as atletas que entrariam num ranking de Top 10 maiores lutadoras de todos os tempos do MMA para ir destrinchando até chegar a uma decisão! Assim, listamos algumas das mais importantes lutadoras do UFC.

Jéssica “Bate-Estaca”, Cris “Cyborg”, Joanna Jedrzejczyk, Amanda Nunes, Claudinha Gadelha, Valentina Shevchenko, Rose Namajuras, Holly Holm, Ronda Rousey, Raquel Pennington, Miesha Tate, Zhang Weili, dentre outras. Todas fazem parte da história do crescimento do MMA Feminino. Contudo, somente três entram no páreo de maiores de todos os tempos.

Amanda Nunes é a maior e melhor lutadora de todos os tempos?

Antes de dar um veredito sobre ser ou não a maior e melhor, visto que há um grande diferença, precisamos falar da importância de outras duas atletas: Ronda Rousey e Cris “Cyborg” Justino. Antes mesmo da The Lioness” ser este fenômeno do MMA/UFC, as outras duas já faziam história.

A primeira gigante do MMA: Cris “Cyborg”

A única mulher a conseguiu um Grand Slam no MMA tem nome, sobrenome e apelido: Cristiane Justino Venâncio, mais conhecida como Cris “Cyborg”. É uma mulher que impõe respeito. Já foi campeã do Strikeforce, Invicta, UFC e Bellator, conhecido como o “Grand Slam do MMA”. Muitos a consideram a maior lutadora de MMA de todos os tempos e não é para menos. São 25 lutas, sendo 22 vitórias, duas derrotas e uma luta sem resultado em mais de 15 anos de carreira.

É uma das lutadoras mais antigas da modalidade e uma das mais vitoriosas de todos os tempos. Seu legado está aí e ninguém tira. Sua primeira derrota foi logo na estreia, quando foi derrota no Show Fight 2 para a também brasileira Erica Paes, com uma finalização de perna. Desde então, tornou-se uma máquina: Cyborg, literalmente. Sua segunda luta foi mais recente, para Amanda Nunes, quando perdeu o cinturão dos penas do UFC. Posteriormente venceu a canadense Felicia Spencer e migrou para o Bellator, onde conquistou o Grand Slam ao bater a então campeã dos penas a canadense Julia Budd.

Além de ser uma das lutadoras mais antigas do esporte e estando em atividade há tantos anos e com tantos bons resultados, Cris Cyborg sempre lutou pelo MMA Feminino. Mesmo sofrendo bullying, foi ao UFC e abriu uma nova categoria para as mulheres. Sempre lutou para defender os direitos de que mulheres podem lutar igual, ou até melhor, que os homens, buscando igualdade de gênero. Sempre abre portas para as próximas gerações, sendo uma referência para muitas atletas.

O início das mulheres no UFC: Ronda Rousey

Contrariando sua palavra de que mulheres nunca lutariam no UFC e com uma grande pressão da mídia e da torcida, Dana White se encantou com Ronda. Também viu muitos cifrões na beleza da luta e do rosto da judoca. Pré-UFC, a americana já tinha: dois ouros e uma prata em Pan-Americano de Judô (2004, 2005 e 2006), um ouro no Pan do Rio de Janeiro em 2007, prata no Campeonato Mundial do mesmo ano e bronze em Pequim 2008. Assim, foi a primeira americana a ganhar uma medalha olímpica no judô.

Com um início meteórico no MMA, onde estreou em 2011 embalando seis vitórias consecutivas com seu judô apurado, fazia sucesso. Vencia todas as suas lutas no 1º round e com finalização. Assim, engrandecendo os olhos do chefão do UFC. Portanto, em novembro de 2012, Rousey se tornou a primeira lutadora a assinar pela organização e foi nomeada a primeira campeã do peso galo do UFC ao chegar.

Frente a americana Liz Carmouche, fez história ao fazerem a primeira luta feminina do UFC. Obviamente, finalizou a rival no 1º round com chave de braço. Então teve um reencontro com Miesha Tate. A luta foi épica, tendo levado o prêmio de Luta da Noite Finalização da Noite. Porém, pela primeira vez na carreira, lutou três rounds. Contudo, como dito na premiação, venceu por finalização. Teve quatro vitória consecutivas até o fim do seu reinado para Holly Holm e depois Amanda Nunes.

Amanda Nunes e a superação de lendas

“The Lioness” é a maior lutadora de MMA de todos os tempos. Por mais que ainda tenha um longo caminho pela frente, a brasileira já representa muito e foi galgando degraus até chegar ao status atual. Existe um grande reconhecimento que deve se dar a atletas precursoras, como Cris Cyborg Ronda Rousey, que deixaram um legado. Entretanto, mesmo com as duas lendas no auge, e não podemos desmerecer dizendo que não estavam, Amanda Nunes atropelou.

Os feitos de Amanda a colocam no posto mais alto do MMA mundial e dificilmente alguém a tirará de lá. No Brasil, representa muito ao ser a única campeã brasileira, entre homens e mulheres, do UFC. E mais, única mulher a ter dois cinturões da maior franquia de MMA do mundo ao mesmo tempo. São 12 vitórias consecutivas, sendo a maior sequência de vitórias na história do UFC entre mulheres e nunca houve contestação sobre seu triunfo.

Enfrentou, pelo menos, seis atletas que estariam num Top 10 de maiores de todos os tempos do UFC (todas ex-campeãs ou atuais). Além disso, são cinco vezes prêmios de Luta da Noite, incluindo vitória sobre as Cyborg, Ronda e Holm. Também é o primeiro lutador da história do UFC, entre homens e mulheres, a defender títulos em duas divisões, mantendo os dois títulos simultaneamente. Até o momento, não é possível imagina que alguém derrota a Leoa”. A maior lutadora de todos os tempos vem deixando legado.

Foto destaque: Reprodução/Josh Hedges/Zuffa LLC/Getty Images

Click to comment

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Popular

NFL, NBA MMA e MLB. Notícias, relatos e colunas. E uma pitada de humor de tiozão. Contato: contact@quintoquartobr.com
Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright © 2015 The Mag Theme. Theme by MVP Themes, powered by Wordpress.

To Top