Jogador da NFL é acusado de apontar arma de fogo para mulher

Igor Ribeiro | 09/04/2023 - 14:30

Destaque do Cincinnati Bengals na NFL, o running back Joe Mixon foi acusado por apontar uma arma de fogo para mulher nos Estados Unidos. O caso teria acontecido em 21 de janeiro e o Departamento de Polícia local reabriu o caso e declarou ter encontrado evidências durante a investigação.

A polêmica envolvendo Mixon tem sido investigada e, segundo investigações, aconteceu antes do confronto entre Cincinnati Bengals e Buffalo Bills na semifinal dos playoffs da temporada 2022.

VEJA TAMBÉM

+ Festa insana e ‘Morumbi lotado’: o que filho de Belfort viverá no College

++ Com futuro indefinido, Lamar Jackson é sincero sobre lesão no joelho

– Chegamos a essa decisão após descobrirmos novas evidências durante o processo investigativo. Para manter um processo judicial justo e imparcial para todas as partes, nenhum detalhe ou evidência será dita fora da corte judicial -, se pronunciou o Departamento de Polícia.

De acordo com o depoimento, Joe afirma ser capaz de atirar e ameaçou dar um soco na cara da vitória. O running back também desacreditou das possíveis ações da polícia no caso. Um mandado de prisão ao atleta foi emitido no início de fevereiro, mas as acusações acabaram arquivadas posteriormente.

Joe Mixon foi selecionado como running back na segunda rodada pelo Draft de 2017 e tem se destacado na NFL, com mais de mil jardas em seis temporadas. Seu contrato vai até a temporada 2023, com opção de renovação até 2024.