‘Climão’ na NFL: dono dos Colts faz acusação grave sobre busca por Luck

Pedro Rubens Santos | 08/05/2023 - 22:27

A precoce aposentadoria do quarterback Andrew Luck, em 2019, segue sendo uma das notícias mais surpreendentes dos últimos anos na NFL.

Aos 33 anos, ex-QB do Indianapolis Colts ainda tem idade para atuar profissionalmente e, por conta de seu talento muito acima da média, ainda desperta interesse de times da liga.

VEJA TAMBÉM

+ NFL: prospecto vai às lágrimas após ser draftado pelo Indianapolis Colts

++ Lamar Jackson oficializa renovação com os Ravens e faz plano ousado

Ao menos foi isso o que informou a ‘ESPN’ no último final de semana. A reportagem apurou que o Washington Commanders procurou saber se Luck tinha interesse em voltar a jogar.

A equipe da capital dos Estados Unidos tem enfrentado problemas na posição de quarterback e segue na busca de um titular a longo prazo para colocar o time de volta na briga pelo título.

A informação, contudo, não foi bem recebida pela organização dos Colts, com quem o jogador ainda tem contrato — quando se aposentou, Luck tinha vínculo válido por mais três temporadas com a franquia de Indianapolis.

Dono dos Colts, Jim Irsay foi ao Twitter se pronunciar sobre a suposta busca de um time rival pelo atleta aposentado. Sem citar diretamente nenhuma equipe, o mandatário comentou que uma tentativa de contatar Luck configuraria aliciamento.

— Se qualquer equipe da NFL tentou contatar Andrew Luck (ou qualquer associado dele) para jogar pela franquia, isso seria uma clara violação da Política de Aliciamento da NFL.

Atualmente, os quarterbacks do Washington Commanders são Sam Howell, Jacoby Brissett e Jake Fromm.

Escrito por Pedro Rubens Santos
Pedro Rubens começou a trabalhar na cobertura de futebol americano no site Torcedores.com e teve uma passagem de três anos pela ESPN, onde atuou também na produção digital. Foi repórter do Quinto Quarto até julho de 2023.