NFL: Aaron Rodgers deixa os Packers e fecha com os Jets em troca bombástica

Pedro Rubens Santos | 24/04/2023 - 17:25

Acabou. A “era Aaron Rodgers em Green Bay chegou ao fim nesta segunda-feira (24/4), segundo o repórter Adam Schefter, da ESPN. Depois de 18 anos, o quarterback, eleito quatro vezes MVP da NFL, vai mudar de casa.

O New York Jets chegou a um acordo com os Packers para contar com os serviços do astro, campeão do Super Bowl 45. Em troca do QB, a franquia de Nova York enviou uma escolha número 13, uma escolha de segundo round (número 42), uma escolha de sexto round (número 207) e uma escolha condicional de segundo round em 2024 que pode se tornar uma escolha de primeiro round caso Rodgers atue em 65% das jogadas da equipe.

Além de Rodgers, os Jets receberão também a pick de número 15 deste draft e uma pick de quinto round (número 170).

 

A relação de Rodgers com os Packers já não era das melhores há algum tempo. A história do descontentamento mútuo teve vários capítulos — da seleção de Jordan Love no Draft de 2020 até ausências em treinos de pré-temporada — e culminou no iminente “divórcio”, agora oficial.

VEJA TAMBÉM
+ Raiders encontram opção ‘boa e barata’ com Garoppolo

++ Ídolo dos Vikings é dispensado e fica livre no mercado

Aaron Rodgers nos Jets: e agora?

Do lado dos Packers, a troca representa uma virada de página. Livre do caríssimo contrato de Aaron Rodgers, o time coloca suas expectativas em Jordan Love, de 24 anos.

Jordan Love Packers Foto: Reprodução/Twitter/@packers
Jordan Love, quarterback do Green Bay Packers | Foto: Reprodução/Twitter/@packers

A troca nesta intertemporada não foi uma surpresa, pois já vinha sendo amadurecida nos últimos meses. A franquia encerra uma relação conflituosa, e o jogador segue para buscar seu segundo título de Super Bowl em outro lugar.

Os Jets são o time da NFL há mais tempo longe dos playoffs — a última vez que se classificaram para a pós-temporada foi em 2011. Agora, com o novo QB e algumas jovens estrelas, a esperança é de voltar a ser uma força na liga.

Na reestruturação pela qual passou recentemente, a equipe de Nova York conseguiu encher o vestiário de jogadores talentosos, mas ainda assim terminou o ano de 2022 com uma decepcionante campanha 7-10 e ficou na lanterna da AFC Leste. Rodgers chega como a peça que faltava para colocar o time no topo.