Joga sozinho? Wembanyama foi melhor do que cinco times da NBA nesta categoria

Antônio Henrique Pires Collar | 03/03/2024 - 09:59

Até onde chegará Victor Wembanyama na história da NBA? Esta é uma resposta que só o tempo poderá trazer, é claro. A temporada de estreia do francês no basquete profissional dos Estados Unidos, no entanto, tem sido tudo aquilo que se esperava há alguns anos, quando seu nome ganhou força como o mais badalado prospecto desde LeBron James.

Apesar de o San Antonio Spurs ter a pior campanha da Conferência Oeste, a terceira pior em toda a liga, Wembanyama é o grande favorito ao prêmio de novato do ano, desbancando Chet Holmgrem, do Oklahoma City Thunder. Em seus primeiros 54 jogos, o pivô registrou médias de 20.7 pontos e 10.2 rebotes. Entre os calouros de 2024, apenas Wemby, Chet (17.2) e Brandon Miller (16.5) têm números acima dos 15 pontos por noite. Só o francês passa da barreira dos 20.0.

Ainda mais impressionante, o gigante de 224cm lidera a NBA em bloqueios, com 3.3 tocos por partida. Ele é o primeiro rookie a atingir tal feito desde Shaquille O'Neal, em 1993 – Shaq registrou 3.5 de média em sua temporada de estreia pelo Orlando Magic. Até aqui, foram 180 tocos totais para o jovem fenômeno, uma vantagem considerável para Brook Lopez, segundo colocado, com 156.

A marca assustadora de Wembanyama em fevereiro

O mês de fevereiro pode não ter sido bom para os Spurs, que venceram apenas dois dos 12 compromissos que disputaram, mas com certeza e o técnico Gregg Popovich e a diretoria entraram em março otimistas. Se não para agora, para o futuro da franquia, que parece mais do que seguro nas mãos da futura superestrela.

Wembanyama teve cinco apresentações com ao menos cinco bloqueios neste mês, com direito a 10 tocos diante do Toronto Raptors, quando chegou a um triplo-duplo, somando também 27 pontos e 15 rebotes. Diante do Los Angeles Lakers, tornou-se o mais jovem na história a atingir um “Five By Five”, quando o atleta consegue pelo menos cinco pontos, assistências, rebotes, bloqueios e roubos de bola. Terminou a noite com 27 pontos, 10 rebotes, 8 assistências, 5 roubos e 5 tocos.

Ao longo do mês, foram 47 blocks para o francês. Anthony Davis e Walker Kessler, segundo e terceiros colocados na categoria na parcial de fevereiro, tiveram 31 e 30, respectivamente. O número foi suficiente para que ele superasse ou igualasse seis equipes da liga neste quesito. Isso mesmo que você leu, Victor Wembanyama teve mais tocos do que algumas equipes inteiras da NBA.

Entre os que foram superados, estão Portland Trail Blazers (34), Miami Heat (35), Los Angeles Clippers (37), Sacramento Kings (45) e Charlotte Hornets (45). New York Knicks e Chicago Bulls empataram com o garoto, ambos com 47.

Os tocos de Wembanyama em fevereiro

vs Thunder: 5 tocos
vs Timberwolves: 4 tocos
vs Jazz: 5 tocos
vs Lakers: 4 tocos
vs Kings: 5 tocos
vs Mavericks: 3 tocos
vs Raptors: 10 tocos
vs: Nets: 1 toco
vs Magic: 3 tocos
vs Heat: 1 toco
vs Cavaliers: 2 tocos
vs Pelicans: 3 tocos

Escrito por Antônio Henrique Pires Collar
Formado em jornalismo pela PUCRS e em Basketball Analytics pela Sports Management Worldwide. Com passagem de 6 anos e meio pela editoria de Esportes do jornal Zero Hora e do portal GZH, de Porto Alegre.