NBA: Warriors vencem guerra contra Pelicans na ‘prévia do play-in’

André Avelar | 29/03/2023 - 01:34

A Conferência Oeste da NBA por si só já anda acirrada. Como se não bastasse, potenciais adversários do play-in se encontraram na última terça-feira (28) para deixar tudo ainda mais intenso. O Golden State Warriors venceu o New Orleans Pelicans por 120 a 109, no Chase Center, em San Francisco, na California, no quarto encontro entre as equipes na temporada regular.

Os Warriors, agora com 40 vitórias e 37 derrotas, chegaram para a partida na sétima colocação na tabela de classificação da NBA; uma posição atrás e, portanto, adversário direto por uma vaga nos playoffs, os Pelicans, de 38 vitórias e 38 derrotas, endureceram a partida de todas as formas naquela que ainda pode ter sido uma prévia do play-in.

Stephen Curry foi o destaque da partida com 39 pontos (sendo oito bolas de três), oito rebotes e oito assistências. Brandom Ingram bem que equilibrou as coisas até onde pôde, mas acabou com 26 pontos.

LEIA MAIS:

+ Jokic surpreende ao falar sobre principal rival pelo MVP

++ Nets tomam decisão polêmica sobre Ben Simmons

+++ Filho de LeBron, Bronny James impressiona com enterrada

Draymond Green e suas confusões

Um dos jogadores mais intensos de toda a liga, Draymond aprontou das suas. Ao tentar mexer com os ânimos dos seus companheiros, o experiente pivô deu um encontrão nas costas de Brandon Ingram, quando o adversário iria para a cesta. Na volta, os dois jogadores trocaram palavras pouco amistosas, sobrou um braço pra lá e outro pra cá e uma dupla falta técnica. 

No exato lance seguinte, o mesmo Green foi para a bandeja, cometeu uma falta ofensiva em Herbert Jones e, pior, deixou um pé nas costas do adversário quando esse também estava no chão. Adivinha o que aconteceu. Mais entrevero e discussão. Com uma enorme liberdade com a arbitragem, a falta foi revista e não elevada à flagrante, o que significaria a exclusão do pivô da partida.

Green foi 16 vezes ejetado de partidas nesta temporada. Uma nova falta expulsão acarretaria em uma punição automática de um jogo. 

Brandon Ingram x Stephen Curry

Como se ninguém percebesse, Ingram foi derrubando bolas e bolas mais bolas de todos os lugares da quadra. A pontuação do ala carregou a equipe, que ainda contou com boas atuações ofensivas de CJ McCollum e Trey Murphy III. O primeiro tempo terminou com 17 pontos de vantagem para os visitantes.

Do outro lado, porém, havia Stephen Curry. Com um incentivo emocional extra provocado por Green, o camisa 30 entrou definitivamente no jogo na volta do intervalo e liderou a corrida da equipe. A virada parecia questão de tempo. Ainda mais quando Donte DiVincenzo também resolveu entrar na pilha, colocar um rebote com enterrada pra baixo e provocar uma falta técnica de CJ.

A reação dos Warriors foi tamanha que os 12 minutos finais começaram com uma diferença de quatro pontos para os Pelicans. Com menos de três minutos do quarto, pronto, os Warriors estavam de novo na frente pela primeira vez desde o período inicial. Os momentos decisivos chegaram e Curry só aumentou o ritmo do seu jogo e assim garantiu a vitória da equipe.

Com o resultado, os Warriors empatam a série particular contra os Pelicans, com duas vitórias para casa lado na temporada.

Os Warriors voltam à quadra já nesta sexta, contra o San Antonio Spurs, de novo diante de sua torcida. No sábado, em casa, os Pelicans enfrentam o Los Angeles Clippers. 

A temporada regular da NBA termina em 9 de abril; já o play-in tem início dois dias depois. 

Confira os resultados desta terça-feira na NBA:

Boston Celtics 111 x 130 Washington Wizards 

Cleveland Cavaliers 118 x 120 Atlanta Hawks 

Miami Heat 92 x 106 Toronto Raptors 

Orlando Magic 108 x 113 Memphis Grizzlies 

Charlotte Hornets 137 x 134 Oklahoma City Thunder 

New Orleans Pelicans 109 x 120 Golden State Warriors