NBA: Kevin Durant revela bastidores da briga que separou o Golden State Warriors

Márcio Júnior | 31/07/2023 - 09:00

Em julho de 2016 Kevin Durant decidiu abandonar o Oklahoma City Thunder e se juntar a Curry, Klay e Draymond no Golden State Warriors. Juntos, eles formariam um dos elencos mais fortes da história da NBA e, de quebra, levariam dois anéis de campeão.

Nas temporadas 2016/17 e 2017/18, além dos títulos, Durant ainda seria eleito o MVP das duas finais que saiu vencedor. No entanto, aquele time que marcou época e encantou quem parava para assistir, teve um final um tanto quanto melancólico. Quase cinco anos depois, Kevin Durant deu a sua versão da confusão que quebrou o vestiário dos Warriors

LEIA MAIS

+ NBA: Técnico rival revela “puxão de orelha” em LeBron James nas finais de 2016

++ NBA: Técnico dos Clippers, Ty Lue revela o que pensa sobre Russel Westbrook

No fatídico 12 de julho de 2018, o Golden State enfrentava o Los Angeles Clippers, em LA. Restavam apenas 5 segundos para o fim do último período quando Draymond Green pegou o rebote defensivo e partiu para o ataque na intenção de definir o jogo, que àquela altura estava empato em 106 a 106. Sem Stephen Curry, lesionado, a jogada mais “óbvia” para aquele momento era o passe para Kevin Durant tentar o arremesso decisivo. Mas não foi isso que aconteceu.

Ao invés do passe, Draymond decidiu avançar com a bola e acabou sendo desarmado e o Golden State sequer teve a chance de tentar o último arremesso. A decisão, claro, irritou Kevin Durant, já que o time terminou aquela partida derrotado por 121 a 116.

A briga entre Durant e Draymond que “acabou” com a dinastia Warriors

Depois do lance, todo o time foi ao banco de reservas aguardar o reinício da partida. Foi ai que iniciou a confusão que terminou em separação no fim daquela temporada.

— O lance aconteceu e eu fui pegar o rebote. Mas ele veio e pegou. Naquele momento pensei que ele passaria a bola pra mim e eu faria o arremesso. Todos nós pensávamos que ele faria isso, mas quando ele não fez eu fiquei meio que chocado. Então eu pensei “o que você está fazendo, Dray?” — revelou Kevin Durant.

Visivelmente frustrados com a decisão de Green no lance, Klay Thompson e outros jogadores concordaram com a reclamação de KD no lance.

— Eu fiquei muito confuso naquele momento porque ele nunca fez nada assim antes. Todo mundo no banco também. Então quando ele voltou, eu o ouvia gritar. Ele sempre costumava gritar, quando voltava para o banco, Klay [Thompson] ficou chateado também — disse KD.

A partir daquele momento, toda harmonia e sintonia da equipe havia deixado o vestiário. Kevin Durant revela que, não só aquele lance, mas a forma como a diretoria dos Warriors conduziram toda a situação foi o divisor de águas para ele decidir deixar o time no fim daquela temporada.

— E por ele ter falando aquelas coisas pra mim me colocou em um looping. Comecei a me isolar depois disso porque ninguém nunca falou sobre isso. Simplesmente varreram para debaixo do tapete. A gente podia superar, mas era preciso conversar sobre. Era um momento difícil — desabafou Kevin Durant.

Escrito por Márcio Júnior
Márcio Júnior é baiano formado pela Faculdade Regional da Bahia. Cobriu de carnaval a Copa do Mundo na TVE Bahia, onde venceu o prêmio de reportagem do mês. Apaixonado por futebol, NBA, NFL e games de história. Torcedor do Bahia e Los Angeles Lakers. Passei pela ALBA, Rádio Educadora, Superesportes e Trivela. No Quinto Quarto desde julho de 2023.