NBA: 20% dos jogadores da liga são ruins, segundo DeRozan e Paul George

Pedro Rubens Santos | 17/05/2023 - 22:29

O astro do Chicago Bulls DeMar DeRozan participou do ‘Podcast P with Paul George’ e não mediu as palavras para criticar uma série de jogadores da NBA. Segundo o ala, muitos nomes da liga “não amam o basquete”, “não trabalham duro” e são “filhas da p… lamentáveis”.

Anfitrião do programa, Paul George, do Los Angeles Clippers, pareceu concordar e estimou que cerca de 1/5 dos nomes atuando no principal torneio de basquete do mundo façam parte dessa categoria.

VEJA TAMBÉM

+ “LeBron James acabou com a minha carreira”, afirma astro da NBA

+ LeBron faz forte desabafo após erro em derrota para Nuggets

O assunto começou quando DeRozan foi questionado sobre um comentário de LeBron James, feito em março, sobre seu filho Bronny ser melhor do que alguns atletas profissionais. O jogador dos Bulls disse entender o ponto de vista da lenda e emitiu uma opinião bastante sincera.

— Nós temos muitos filhos da p… lamentáveis nessa liga — afirmou.

Para DeRozan, as pessoas ficariam “surpresas” se soubessem quantos jogadores da NBA não fazem jus a seus status e salários.

— Depois de tantos anos na liga, você percebe quantos filhos da p… não amam o jogo do basquete e querem tudo o que vem com ele, mas não querem trabalhar duro. É tão frustrante — desabafou o ala, convidado do podcast. — Há tantos caras chegando e achando que eles deveriam estar jogando só porque algum amigo lhes disse que eles são bons. E cara… você não é bom.

Paul George, então, afirmou que o número de atletas que se enquadram na descrição acima é alto.

— Há cerca de 450 de nós (jogadores na NBA). Desses, de 75 a 100 são péssimos — calculou, enquanto DeRozan concordava.

Os 100 nomes estimados por PG13 representariam 22,2% de todos os profissionais da liga, ou seja, mais de 1/5 do total.