Heat supera problemas e Jokic e faz 1-1 na final da NBA contra Nuggets

Pedro Rubens Santos | 04/06/2023 - 23:41

O Miami Heat calou a Ball Arena ao vencer o Denver Nuggets no Jogo 2 das finais da NBA, na noite deste domingo (4), por 111 a 108. O resultado empatou a série, que vale o título da temporada, em 1 a 1.

A vitória veio com a contribuição fundamental de Gabe Vincent (23 pontos), Jimmy Butler (21 pontos) e Bam Adebayo (21 pontos), mas também de Duncan Robinson, peça-chave na virada com 10 pontos no último quarto.

VEJA TAMBÉM

+ Butler ‘já sabe’ resultado da final e diz que Heat ri após derrota

++ Nuggets tentam acabar com maldição inacreditável de 43 anos na final da NBA

+++ EUA montam elenco assustador com estrelas da NBA para Copa do Mundo

Nikola Jokic brilhou novamente — especialmente no terceiro período, em que anotou 18 pontos — e terminou o duelo com 41 pontos e 11 rebotes. Mas a boa atuação, desta vez, não foi suficiente para trazer o triunfo.

A equipe de Miami superou problemas médicos, como a doença que tirou Caleb Martin da escalação titular, e virou o placar no último quarto. Agora, tem dois jogos em casa para tentar abrir vantagem e ficar mais perto da taça. Os jogos 3 e 4 serão disputados no Kaseya Center, casa do Heat. O próximo encontro entre os times está marcado para quarta-feira.

Denver Nuggets x Miami Heat: Jogo 2

Miami começou pressionando muito a bola na defesa e conseguindo encontrar jogadores livres para arremessar. Com isso, abriu 10 a 2 logo de casa e obrigou Michael Malone, irritado, a pedir o primeiro tempo.

Malone havia avisado, antes da partida, que seu time não poderia contar com a repetição do mau aproveitamento dos rivais visto no Jogo 1. Mas o alerta pareceu não surtir efeito nos minutos iniciais, e Max Strus, que acabou 0/10 na primeira partida, meteu duas bolas de três rapidamente e terminou o primeiro quarto com quatro acertos do perímetro.

O quarto inicial foi de domínio do Heat, dono do melhor desempenho em arremessos e com apenas um turnover. Enquanto isso, Denver perdeu a posse da bola quatro vezes em 12 minutos e largou atrás no placar do confronto.

O técnico Erik Spoelstra aproveitou a vantagem para rodar o time e dar um descanso a titulares como Strus e Bam Adebayo. Nesse momento, os Nuggets cresceram e quase empataram. Como o último arremesso, de Jamal Murray, não caiu, o período inicial terminou em 26 a 23 para a equipe de Miami.

Christian Braun entrou em quadra e começou com tudo no segundo quarto anotando pontos e roubando bolas. E os Nuggets chegaram à virada na onda de Murray — o armador converteu seus primeiros pontos e distribuiu muito bem a bola, acumulando assistências.

Com Jimmy Butler no banco, os chutes longos de Denver começaram a cair, e Miami passou a cometer turnovers em sequência. Parecia que o cenário do primeiro quarto havia se invertido completamente.

A Ball Arena foi à loucura quando Murray disparou para a enterrada e saiu encarando Strus, que tentou pará-lo com falta.

A distância chegou a ser de 15 pontos, mas, com o retorno de Butler, o Heat foi eficiente ao igualar mais as ações em quadra e equilibrar o duelo. No momento do intervalo, a vantagem já havia caído para seis, e os times desceram para os vestiários com o jogo totalmente aberto: 57 a 51.

Segundo tempo: Heat vira contra os Nuggets

Depois da pausa, o Heat voltou melhor e conseguiu o empate após uma falta de clear path de Jokic em Adebayo, ainda nos primeiros minutos da etapa final. Mas Butler perdeu a chance de virar, na sequência, em uma bandeja fácil — o camisa 22 pecou no terceiro período (0/4 e dois pontos) —, e os mandantes seguraram a dianteira.

E enquanto o astro de Miami sofria para anotar pontos, a principal estrela dos Nuggets brilhava. O Joker tomou conta da quadra e fechou o período com 6/9 e impressionantes 18 pontos em 12 minutos.

Mas se o Heat provou algo nesses playoffs é que é uma equipe resiliente. No último quarto, Duncan Robinson se recusou a desistir e anotou dez pontos rapidamente para aproximar e esfriar os ânimos da torcida em Denver. Junto com a quarta bola de três de Gabe Vincent, Miami logo virou a partida.

Jogador de momentos importantes, Butler voltou a aparecer na reta final com um acerto da zona morta e um lance de dois pontos mais falta para esfriar a aproximação dos adversários.

No final do jogo, os Nuggets converteram importantes bolas de três e ficaram perto do empate. Com 12 segundos e uma última chance, a equipe optou por não parar o jogo e foi direto ao ataque. Murray, que estava quente, foi marcado ferozmente por Butler e tentou do perímetro para igualar o marcador, mas a bola não caiu. Vitória do Heat.