Durant faz sua estreia pelo Suns contra os Hornets pensando em título

Marcelo Cartaxo | 01/03/2023 - 06:00

O Phoenix Suns enfrenta o Charlotte Hornets nesta quarta-feira (1º/3), no Spectrum Center, em Charlotte, North Carolina, às 21h. Apesar de o time da casa ser apenas o vice-lanterna do Leste e estar desfalcado de seu principal jogador, LaMelo Ball, que fraturou o tornozelo na última segunda-feira, a partida ganhou importância extra pois deve marcar a estreia de Kevin Durant pela equipe do Arizona.

Durant chega ao Phoenix Suns após ter se recuperado de uma lesão no joelho direito, sofrida ainda em janeiro, e ter sido trocado pelo Brooklyn Nets, que também perdeu Kyrie Irving, agora no Dallas Mavericks.

Qualquer equipe que se reforce com Durant, um dos jogadores mais letais da NBA, imediatamente se credencia como uma força na liga. No caso dos Suns, isso se torna especialmente verdade pois a equipe de Phoenix foi finalista da NBA há duas temporadas e ainda conta em seu elenco um armador hall da fama em Chris Paul, um talentoso pivô em DeAndre Ayton e uma estrela no auge da sua forma em Devin Booker.

A partida já seria difícil para o Charlotte Hornets em condições “normais”. Segundo o preview da partida no site da ESPN, a equipe da casa tem 13 vitórias e 25 derrotas contra times de campanha positiva, como é o caso de Phoenix (33-29). Com a ausência de LaMelo Ball, fora da temporada, a tendência é que os Hornets sejam presa fácil para o reforçado Suns.

Volume de jogo de Devin Booker

Durant faz sua estreia pelo Suns contra os Hornets pensando em título
Joe Camporeale-USA TODAY Sports/Sipa USA – Photo by Icon sport

O jovem ala-armador do Phoenix Suns entra em quadra com média de 26.5 pontos por partida, sendo uma peça vital no esquema de Monty Williams. Além de ter ao seu lado um dos maiores assistentes da liga, Chris Paul, Booker também tem arsenal o suficiente para criar o próprio arremesso. Contra a 4ª pior campanha da liga, espera-se que Devin seja um dos destaques da noite.

Phoenix, novamente uma das forças no Oeste

Um dos times mais carregados ofensivamente na NBA, o Phoenix Suns de Devin Booker e Chris Paul agora se torna também o time de Kevin Durant, considerado um dos melhores jogadores de todos os tempos. KD fez parte da lista dos 75 melhores jogadores da NBA em 2021, ano em que a liga comemorou o seu 75º aniversário.

Agora, vestindo a quarta camisa diferente em sua carreira, KD tem mais uma chance de vencer o título com uma nova franquia, como fez quando deixou OKC e se juntou aos Warriors em 2016.

Os Hornets têm chance?

Durant faz sua estreia pelo Suns contra os Hornets pensando em título
David Yeazell-USA TODAY Sports/Sipa USA – Photo by Icon sport

A diferença técnica entre as duas equipes fica ainda maior com a ausência de LaMelo Ball, um dos jogadores mais plásticos da liga na última temporada. Passes acrobáticos, finalizações de todos os níveis e conhecendo bem a quadra, o armador pode se tornar uma das maiores estrelas da liga caso se mantenha saudável.

Sem Ball, por ora, os Hornets depositarão as suas esperanças em Terry Rozier, armador que possui 19 pontos de média em jogos contra o Phoenix Suns. Na temporada, em geral, a média de “Scary Terry” é de 21.4 pontos por jogo.

Com 20 vitórias e 43 derrotas, o time da Carolina do Norte está em penúltimo na Conferência Leste, à frente apenas do Detroit Pistons. Com LaMelo fora da temporada, a organização já deve fazer planos para escolher perto do topo do recrutamento de 2023/24.

Tem time favorito para o duelo?

Em resumo, segundo o Matchup Predictor da ESPN, os Suns tem 76.1% de chance de vencer o confronto.

Knicks x Nets: A batalha de Nova York

O historicamente pesado New York Knicks entra em quadra no Madison Square Garden buscando vitória contra o grande rival da cidade, o Brooklyn Nets, que ainda lambe as suas feridas após o baque de ter perdido Kyrie Irving e Kevin Durant.

Os Knicks chegam de vitoria sobre o Boston Celtics por 109 x 94, tirando o rival do topo da Conferência Leste. Essa foi a 6ª vitória consecutiva da equipe. Na partida, Jayson Tatum foi expulso de quadra pela primeira vez na carreira. Malcom Brogdon foi o cestinha com 22 pontos.

Do outro lado, o Brooklyn Nets (34-27) chega para a partida com uma campanha semelhante à dos Knicks (36-27). Porém, não poderá contar com  Ben Simmons, Yuta Watanabe e Edmond Summer.

O mandante tem 83% de chance de obter a vitória segundo o ESPN Analytics.

Celtics x Cavaliers: prova de fogo para os playoffs

Jayson Tatum e Donovan Mitchell se encontram no TD Garden, casa dos Celtics. Os times se enfrentam pela terceira vez na temporada. Até aqui, quem levou a melhor foram os Cavs, que venceram os dois jogos anteriores. Agora, novamente jogando em casa, os Celtas terão nova chance de vencer um time que pode ser um dos grandes coringas na corrida pelo título da NBA.

Boston tem 27 vitórias e 13 derrotas contra times de mesma conferência, sendo o 8° melhor time em pontos cedidos por jogo com média de 112, enquanto seguram o oponente em 46.7% em arremessos de quadra.

Cleveland, por sua vez, tem 23 vitórias e 12 derrotas contra franquias da Conferência Leste, com média de 111.9 pontos por partida, enquanto vencem seus adversários com uma diferença de no mínimo 5 pontos por jogo.

Os jogadores coadjuvantes serão bem importantes, especialmente para os Cavaliers evitarem exigir de Donovan Mitchell um volume alto de jogo, enquanto encara um time que terminou a temporada 2021/22 com a melhor defesa da liga.

Foto destaque: SUSA / Icon Sport

Escrito por Marcelo Cartaxo
Marcelo Cartaxo é um produtor de conteúdo no Quinto Quarto há pouco mais de dois anos e meio, com passagens pelos sites Esportelandia, Minha Torcida, ShaftScore, Premier League Brasil e Futebol na Veia. Estudante de jornalismo na Universidade Veiga de Almeida, no Rio de Janeiro, seu esporte favorito é o futebol americano ou basquete - ainda indefinido. Com excessão do Boston Celtics na NBA e San Francisco 49ers da NFL, não acompanha nenhum time fielmente. Ainda assim, costuma ficar animado vendo um quarterback bloqueando ou um armador liderando na fase defensiva do jogo.