Draymond Green e LeBron apoiam Miles Bridges mesmo após violência doméstica

Paola Zanon | 05/07/2023 - 09:31

Após ter seu contrato estendido pelo Charlotte Hornets para a próxima temporada, Miles Bridges, condenado por violência doméstica, recebeu o apoio de alguns jogadores da NBA, entre eles, LeBron James e Draymond Green.

O vínculo do jogador com a franquia foi garantido na última semana pelo mesmo salário que ele recebia antes de ser suspenso em 30 jogos pela liga: US$ 7,9 milhões (R$ 38,3 milhões, na cotação atual).

A onda de apoio por parte de outros jogadores aconteceu depois que Miles publicou em suas redes sociais algumas fotos usando o uniforme dos Hornets e ao lado de LaMello Ball e Terry Rozier, seus companheiros de equipe.

— Foi um ano difícil, mas sou abençoado por estar de volta. Grato por todos que ficaram comigo!—, escreveu ele, na legenda das imagens.

Jogadores como LeBron, Kyrie Irving, Kevin Durant, Shai Gilgeous-Alexander e Isaiah Thomas estão entre os que curtiram a sequência de fotos no perfil de Miles Bridges.

Nos comentários, Draymond Green foi um dos primeiros a apoiá-lo. “Sim, senhor!”, comemorou o jogador do Golden State Warriors, que ainda republicou as fotos em suas próprias redes sociais.

Logo após o apoio de Draymond, Mychal Johnson, esposa de Andrew Wiggins, se manifestou nas redes sociais com emojis representando decepção —a mulher do companheiro de equipe é irmã de Mychelle Johnson, ex-companheira e mãe dos filhos de Bridges, agredida por ele no ano passado.

Em outras palavras, Draymond Green apoiou o agressor da cunhada de um de seus companheiros de equipe. Apesar disso, as reações negativas recaíram sobre Mychal, que acabou apagando a publicação.

— Risos! Não consigo nem postar nada—, ironizou ela.

Condenação de Miles Bridges

Miles Bridges recebeu uma suspensão de 30 jogos da NBA após ser acusado de violência doméstica por Mychelle Johnson, sua ex-companheira e mãe de seus filhos no ano passado.

O jogador do Charlotte Hornets chegou a ser preso em 2022 e não contestou a acusação feita pela ex-companheira em troca de liberdade condicional e nenhuma pena de cárcere.

Quando as investigações sobre o caso foram encerradas pela NBA, Miles já havia cumprido 20 jogos de suspensão, de modo que restassem ainda 10 partidas até que se cumprisse a punição oficialmente anunciada. Com isso, Bridges poderá retornar às quadras no começo da próxima temporada.

Escrito por Paola Zanon
Paola Zanon é jornalista formada pela Cásper Líbero, repórter e redatora com passagens pelo Notícias da TV, R7 e UOL Esporte. A carreira no jornalismo esportivo começou com a cobertura dos Jogos Pan-Americanos de 2019 pelo R7 até chegar ao Quinto Quarto em fevereiro de 2023. São-paulina de coração e apaixonada por basquete, futebol e viagens.