‘Ele é campeão mundial’, diz Malone sobre ausência de jogador dos Nuggets no All-Star da NBA

André Merice | 03/02/2024 - 15:26

A NBA divulgou a lista completa dos participantes do All-Star Game e a ausência de algumas estrelas gerou instantânea reação dos fãs. Entre os jogadores, Jamal Murray, a sensação do Denver Nuggets.

Apesar do desapontamento com a não inclusão no All-Star, o técnico Michael Malone, dos Nuggets, continua a afirmar que Jamal é um ‘superstar', um verdadeiro jogador de clutch e uma peça essencial nos momentos mais cruciais da temporada, superando outras estrelas em importância.

— Sinto muito por Jamal. De uma forma estranha, ele pode não ser um All-Star, mas para mim, ele é um superstar. Ele é um campeão mundial e fez coisas nos playoffs que muitos das estrelas nunca fizeram e nunca farão — afirmou o técnico dos Nuggets.

A atual temporada apresentou alguns desafios para Jamal Murray, especialmente com a perda de 14 jogos em um total de 50 dos Nuggets. Mesmo assim, as médias de 21.2 pontos, 3.8 rebotes, 6.4 assistências, além dos 47.8% de arremessos e 41.4% de eficiência de três pontos destacam a capacidade do jogador.

Jamal alega falta de competitividade no All-Star da NBA

Apesar da ausência no All-Star Game, Jamal Murray permanece focado na busca pela repetição do título com os Nuggets, priorizando o sucesso da franquia sobre as honrarias individuais.

Jamal expressou sua crítica em relação à falta de competitividade no All-Star da NBA. Em contraste com a intensidade que traz aos momentos de alta pressão, Murray destacou sua preferência por jogos competitivos e expressou descontentamento com a natureza amistosa e de exibição do evento.

— Eu jogo duro. Vou lá e vou jogar muito e me divertir. Essa é a única maneira que sei jogar. Você olha para trás, para todas as coisas em que joguei. Jordan Brand, Hoops Summit, Rising Stars. Eu sempre apareci. Não seria diferente no All-Star — destacou o armador dos Nuggets.

Escrito por André Merice
No Quinto Quarto desde janeiro de 2021, André Merice cursa o 7º período de jornalismo na Universidade de Ribeirão Preto. Apesar de ser torcedor do São Paulo Futebol Clube, André se encontrou na área dos esportes americanos e hoje se tornou torcedor LeBron James e um admirador de Stephen Curry, o "Víbora".