NBA Playoffs: Booker e Durant fazem história com 86 pontos sobre Nuggets

Pedro Rubens Santos | 06/05/2023 - 01:59

O fator casa vem sendo o ponto decisivo na série entre Denver Nuggets e Phoenix Suns.

As duas primeiras partidas, disputadas em Denver, terminaram com vitória dos Nuggets. Na madrugada deste sábado (6), os Suns puderam jogar diante da sua torcida e alcançaram o primeiro triunfo, por 121 a 114.

Para o Jogo 3, disputado no Footprint Center, em Phoenix, o time da casa não contou com Chris Paul, lesionado. Devin Booker e Kevin Durant, então, compensaram a ausência do astro e tiveram uma noite impressionante, com 47 e 39 pontos, respectivamente.

Cada equipe teve um período de domínio extremo. Os Suns venceram o segundo quarto por 38 a 21, mas os Nuggets responderam no terceiro, quando fizeram 36 a 23.

VEJA TAMBÉM

+ NBA Playoffs: Celtics vencem 76ers fora de casa em dia de pisão no rosto

++ Embiid recebe MVP e chora em cena emocionante com filho na quadra

Segundo lugar na eleição de MVP da temporada e vencedor das duas últimas edições, Nikola Jokic terminou o confronto com um triplo-duplo impressionante: 28 pontos, 17 assistências e 17 rebotes. O mais importante, que era a vitória, não veio.

A noite foi marcante para Durant, que fez história em duas estatísticas. Primeiro, ele ultrapassou Karl Malone e se tornou o 7º maior pontuador da história dos playoffs. E ainda teve tempo para chegar ao 9º lugar na lista de mais arremessos convertidos em pós-temporada, deixando para trás Tony Parker.

D-Book também atingiu uma marca relevante com seus 293 pontos até aqui nesses playoffs. Esse é o maior número de pontos anotados por um jogador nas oito primeiras partidas de uma pós-temporada desde que Michael Jordan teve 325 em 1990.

A quarta partida entre as equipes será realizada novamente em Phoenix, no próximo domingo. Se o padrão de vitórias em casa se repetir, começaremos a semana que vem com uma série empatada e a promessa de muita emoção.

Nuggets x Suns: Jogo 3

O Phoenix Suns largou na frente, mas levou a virada rapidamente. Devin Booker teve 18 dos 29 pontos do time no primeiro quarto, mas o restante do elenco não o acompanhava.

Jokic teve mais assistências no período inicial do que toda a equipe rival: sete contra cinco. E Jamal Murray aproveitou os serviços para anotar 12 pontos nos primeiros 12 minutos. No meio do jogo, o Joker já somava um duplo-duplo.

Durant demorou para engrenar, mas fez uma parceria letal com Booker do segundo quarto em diante. Ele foi para o intervalo com um aproveitamento nada impressionante de 5/16 em arremessos de quadra, mas, graças aos 12 lances livres que teve para bater, com 21 pontos nas costas.

O segundo período foi bem diferente do primeiro e mostrou um Phoenix Suns não visto na série até então. Foram 38 pontos anotados e, na pausa do meio-tempo, a vantagem era de 15 (67 a 52).

Segundo tempo: Reação dos Nuggets e brilho de Booker e KD

Não demorou nem oito minutos para os Nuggets buscarem o placar. Antes do final do terceiro quarto o time de Denver já havia encostado no jogo e chegou até a liderar a contagem no Footprint Center.

A emoção estava guardada para o período derradeiro. Ciente de que a derrota praticamente eliminaria Phoenix da pós-temporada, Booker não diminuiu o ritmo e fez questão de garantir o resultado. Com certeza ter Durant, que terminou com 39 pontos, ao lado não atrapalhou esse plano. 

A noite foi uma aula do perímetro de D-Book, com seus 47 pontos e 5/8 nos arremessos de longa distância. Ainda assim, os nervos ficaram à flor da pele até o fim do embate.

É notável como a dupla de Phoenix carregou o time. Enquanto Booker e Durant se juntaram para 86 pontos, o terceiro maior pontuador da equipe, Cameron Payne, teve somente sete na noite.

A partida não foi tranquila e definitivamente passou longe de uma grande atuação coletiva, mas, em um momento da série em que qualquer tropeço pode significar o fim da linha, o jogo foi aquilo que deveria ser para os Suns: uma vitória. 

Por ora, isso é o suficiente.