Vasco: como joga Sebastián Ferreira, reforço comparado a Rooney na MLS

Pedro Rubens Santos | 26/07/2023 - 17:30

Perto de ser anunciado oficialmente como reforço do Vasco, o paraguaio Sebastián Ferreira está trocando a MLS pelo futebol brasileiro e chega para suprir uma enorme carência do elenco cruzmaltino.

O centroavante brilhou no futebol paraguaio, foi a maior contratação da história do Houston Dynamo, recebeu uma comparação com Wayne Rooney e chega ao Brasil afetado pela falta de ritmo de jogo.

VEJA TAMBÉM

+ Inter Miami: como saída de Messi mexeu com a torcida e irritou técnico

+ LAFC abre o bolso por atacante europeu e terá trio de estrelas

O Quinto Quarto traz mais informações e analisa alguns aspectos do jogo do atacante, que estava no Houston Dynamo e chegou nesta quarta-feira (26) ao Rio de Janeiro, onde já chega com a missão de tentar salvar seu novo time do rebaixamento — atualmente, o Vasco ocupa a lanterna do Brasileirão, com 9 pontos em 15 partidas.

Na passagem pelos Estados Unidos, Ferreira teve um ano bom e outro ruim. Em 2022, sua primeira temporada no país, marcou 13 gols em 31 jogos e terminou o ano como o artilheiro da equipe. Quem não teve um bom desempenho foi o Dynamo, que acabou na vice-lanterna da Conferência Oeste — somou 36 pontos em 34 confrontos.

Depois de se destacar no comando do ataque, o paraguaio foi muito elogiado pelo técnico Ben Olsen, contratado após a temporada 2022. O comandante veio do DC United, onde treinou ninguém menos que o lendário atacante inglês Wayne Rooney, e traçou uma comparação inusitada em sua coletiva de apresentação.

— Wayne Rooney marcou gols, e Ferreira marca gols. É a mesma coisa — afirmou Olsen, em sua chegada. — Precisamos continuar aumentando seus números para até 20 gols por ano.

Wayne Rooney, treinador do D.C. United, na MLS (Foto: Icon Sport)
Depois de jogar pelo DC United, Wayne Rooney se tornou treinador da equipe. (Foto: Icon Sport)

Apesar da empolgação do treinador e do faro de gol demonstrado no primeiro ano, Ferreira viu seu desempenho cair em 2023 e deixa o clube sem nenhum gol marcado na temporada atual. Ele perdeu a posição logo no segundo jogo e se tornou reserva da equipe. Meses depois, acertou sua transferência para o Vasco.

Quem é e como joga Sebastián Ferreira

Jogador paraguaio formado pelo Olimpia, Ferreira tem 25 anos e é um centroavante destro com passagens pelo futebol de seu país natal, além das ligas mexicana e estadunidense. Na carreira, já atuou por três clubes do Paraguai (Olimpia, Independiente e Libertad), um do México (Mazatlán) e um dos EUA (Houston Dynamo).

Apesar de não ser um jogador especialmente alto — ele tem 1,80m de altura —, o artilheiro vai bem no jogo aéreo e marca alguns gols de cabeça. Seu ponto forte, porém, são as finalizações com o pé direito.

Ferreira é um jogador versátil que sai da área para buscar o jogo e criar espaços para seus companheiros e também é capaz de utilizar seu pé esquerdo como recurso. Dentro da área, demonstra frieza com dribles curtos e paciência para encontrar o momento certo de finalizar.

Na MLS, chamou muito a atenção com um golaço marcado do meio do campo, durante clássico do Texas contra o Austin FC. Viu o goleiro adiantado e acertou um chute perfeito para abrir o placar.

Problemas na MLS

Sebastián Ferreira chegou à MLS como a contratação mais cara da história do Houston Dynamo: ele custou € 3,91 milhões (R$ 20,5 milhões na cotação atual) para a equipe, que o trouxe do Libertad, no início de 2022.

Depois de uma ótima temporada em 2021, em que foi titular absoluto e artilheiro da equipe, a expectativa era de que Sebastián Ferreira melhorasse ainda mais em seu segundo ano de experiência na MLS. No entanto, a mudança de treinador acabou se mostrando um grande problema para o atacante.

A franquia contratou Ben Olsen, ex-jogador e técnico que estava no DC United. E embora tenha exaltado Ferreira em sua coletiva de apresentação, o treinador quase não deu oportunidades ao jogador. No total, o paraguaio esteve em campo por apenas 475 minutos no ano de 2023.

Ele participou de 13 partidas, sendo três como titular. O motivo de sua ausência quase constante da escalação inicial foi uma falta de compatibilidade com o estilo de jogo do treinador, que esperava mudanças táticas de seu camisa 9.

Por conta dessa dissonância, Ferreira passou grande parte do ano sentado no banco de reservas. Sua última aparição como titular foi no dia 20 de maio, no empate em 1 a 1 contra o FC Dallas. Ele tem cerca de 34 minutos jogados nos últimos dois meses.

Seleção paraguaia

A chegada de Sebastián Ferreira anima a torcida vascaína pelos bons números do centroavante na carreira (78 gols em 202 jogos), mas também por suas convocações recentes para a seleção paraguaia.

Ferreira esteve presente em quase todas as últimas listas do técnico Guillermo Schelotto e já fez cinco partidas defendendo seu país, duas vezes como titular.

O gol pela seleção nacional ainda não saiu, mas ele já acertou a trave duas vezes: contra o Peru, pelas Eliminatórias da Copa do Mundo, e contra a Colômbia, em amistoso.