MLS

Confira os artilheiros brasileiros da MLS

Confira os artilheiros brasileiros da MLS

Enfim, os brasileiros estão cada vez mais no radar dos norte-americanos. E os brazucas também aceitam com maior frequência as ofertas para atuar em gramados na terra do Tio Sam. Naturalmente, brasileiros aparecem nas estatísticas, portanto confira os artilheiros brasileiros da MLS.

Confira os artilheiros brasileiros da MLS

Em suma, a lista começa com um bônus, pois este é jovem e pode chegar mais longe no ranking. A saber, Brenner é o atacante que neste momento já anotou 22 gols desde que chegou na liga. Cria do São Paulo, com passagem pelo Fluminense, hoje defende as cores do FC Cincinnati.

Foto destaque: Divulgação/Território MLS

Foto destaque: Divulgação/Território MLS

O único Ballon d'Or a jogar na MLS

De fato, Kaká é o único e seus anos na liga apenas engrandeceram o projeto MLS e principalmente do Orlando City, atual campeão da US Open Cup. Mesmo atuando apenas três temporadas, o brasileiro Bola de Ouro 2007 teve 46 participações em gols (24 tentos + 22 assistências) nos 75 jogos disputados. O ex camisa 10 e capitão dos Lions abre o top cinco.

Foto destaque: Divulgação/Extra Online

Foto destaque: Divulgação/Extra Online

Não, não é parente do Romário

Sinceramente, o nome Faria deixou uma pulga atrás da orelha. Artilheiro e tudo mais, por que não, né? Enfim, não, Rodrigo Faria não é parente do baixinho. Contudo, era um jovem prodígio que infelizmente parou cedo para ajudar nos negócios da familía. Ao menos deu tempo de marcar seu nome na liga com o prêmio de jovem do ano 2001, na foto abaixo, e com seus 24 gols, claro. Em suma, atuou pelo MetroStars – atual New York Red Bulls -, Chicago Fire e San Jose Earthquakes.

Foto destaque: Divulgação/gettyimages

Foto destaque: Divulgação/gettyimages

Felipe Martins

Em suma, Felipe Martins continua atuando na liga. Pode se considerar um veterano da liga. A saber, hoje no Austin FC, Felipe já passou pelo Montreal Impact, New York Red Bulls, Vancouver Whitecaps FC e D.C. United. Junto de Kaká, Felipe fica na quinta colocação com 24 gols. Enfim, já venceu pelo Montreal Impact a Canadian Championship (2013 e 2014) além da Supporters' Shield 2015 com o New York Red Bulls.

Foto destaque: Divulgação/Shutterstock

Foto destaque: Divulgação/Shutterstock

Camilo Sanvezzo

Camilo é mais um dos casos em que fazem seu nome no exterior. O goleador anotou 39 gols na MLS e fica na terceira posição do ranking. A saber, Camilo Sanvezzo jogou apenas pelo Vancouver Whitecaps FC. Não ganhou títulos, mas individualmente teve muito brilho. Jogador do ano pelo clube em 2011 e 2013, Camilo ainda foi artilheiro da liga em 2013. Desde 2014 no México, Camilo hoje atua no conhecido Toluca.

Foto destaque: Divulgação/Vancouver Whitecaps FC

Foto destaque: Divulgação/Vancouver Whitecaps FC

Luciano Emílio

Luciano rodou o mundo pelo futebol, mas na MLS foi um dos melhores momentos de sua carreira. Sem dúvidas, marcou seu nome na franquia do DC United. A saber, Luciano Emílio atuou apenas por essa franquia na MLS, mas seus 41 gols foram de grande proveito. Campeão da Supporter's Shield 2007 e US Open Cup 2008, o brasileiro teve um 2007 mágico ao obter reconhecimentos como: MVP MLS 2007, Chuteira de Ouro MLS 2007, Recém-chegado MLS 2007 e ficou nos Onze ideais MLS 2007.

Foto destaque: Divulgação/Território MLS

Foto destaque: Divulgação/Território MLS

O maior artilheiro brasileiro na MLS

Wélton Araújo pode não ter muito reconhecimento dentro do Brasil, mas na MLS o avançado deixou sua marca 43 vezes. A saber, Wélton é do Rio de Janeiro e começou no Fluminense. Na sequência atuou por Flamengo e América-RJ até ser chamado pelo New England Revolution. Vestiu também a jersey do LA Galaxy, Miami Fusion, Pittsburgh e se aposentou no Seattle Sounders. Cabe lembrar que voltou rapidamente para o Brasil, jogando no Paraná e Fredrikstad (Noruega) antes de se juntar ao Seattle.

Foto destaque: Divulgação/Território MLS

Foto destaque: Divulgação/Território MLS

Em conversa com a equipe oGol, Wélton falou como foi seu início nos Estados Unidos:

“Houve uma peneira de tryout, como chamam aqui nos Estados Unidos, em 1996. Lá estavam os clubes observando os jogadores. Vieram uns 15 a 20 brasileiros para fazer esse período de treinos. Tive a oportunidade através dos meus empresários de vir para os Estados Unidos. De lá só ficou eu na MLS. Fui pego pela equipe do New England Revolution, de Boston”, explicou Wélton.

 

Foto destaque: Divulgação/Orlando City

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top