MLB: o que você precisa saber para acompanhar a temporada

Pedro Rubens Santos | 30/03/2023 - 07:30

A temporada da Major League Baseball (MLB) começa nesta quinta-feira (30), já com todos os times em ação. O Quinto Quarto traz as principais informações para você se preparar e acompanhar o torneio.

Érico Lotufo, jornalista do Bandsports e comentarista de baseball, também ajudou a traçar as perspectivas para esse ano, os favoritos, as possíveis surpresas e as novidades na liga.

Confira a seguir tudo o que você precisa saber sobre a temporada 2023 da MLB.

Quantas equipes participam da liga?

Na MLB, assim como na NBA, 30 equipes disputam o título. Elas estão separadas em duas ligas, a Americana e a Nacional, cada uma delas composta por três divisões.

American League Leste: Baltimore Orioles, Boston Red Sox, New York Yankees, Toronto Blue Jays e Tampa Bay Rays.

American League Central: Chicago White Sox, Cleveland Guardians, Detroit Tigers, Kansas City Royals e Minnesota Twins.

American League Oeste: Los Angeles Angels, Oakland Athletics, Seattle Mariners, Texas Rangers e Houston Astros.

National League Leste: Atlanta Braves, Washington Nationals, New York Mets, Philadelphia Phillies e Miami Marlins.

National League Central: Milwaukee Brewers, Chicago Cubs, Cincinnati Reds, Pittsburgh Pirates e St. Louis Cardinals.

National League Oeste: Los Angeles Dodgers, San Diego Padres, San Francisco Giants, Colorado Rockies e Arizona Diamondbacks.

Quantos jogos há na temporada?

Cada equipe joga 162 partidas na temporada regular, que começa agora março e vai até novembro.

Como funcionam os playoffs?

Classificam-se para a pós-temporada 12 equipes, sendo seis de cada liga. Os dois melhores de cada lado avançam diretamente à Division Series. Os restantes jogam entre si no Wild Card, do qual saem dois classificados.

O campeão de cada liga vai à World Series, a grande final da MLB, onde disputam o título da temporada.

O que mudou da última temporada para a atual?

Para aumentar o ritmo, a segurança e a ação nos jogos, a MLB aprovou três mudanças de regras para a temporada 2023.

Pitch clock: Os arremessadores agora têm 15 segundos com as bases vazias — ou 20 segundos se houver corredor na base — para fazer seus arremessos.

— O pitch clock, para mim, é a mudança de regra mais importante da MLB desde a criação do DH (designated hitter) pela American League na década de 70. Será importante para criar uma nova dinâmica de jogo e acho que não vai demorar muito para que seja aceita por fãs e jogadores — analisou Érico Lotufo.

Defensive shift: O time que defende deve ter pelo menos quatro jogadores de campo interno com os pés no limite do infield para evitar o shift, movimento de “cercar” o rebatedor.

— A proibição do shift também será interessante. Será que vamos ver rebatedores canhotos detonando ou as defesas vão se adaptar? — questionou o comentarista do Bandsports.

Bases: As bases foram aumentadas e passaram de 15 polegadas (38,1 cm) para 18 polegadas (45,72 cm), em uma tentativa de dar mais segurança para que os jogadores arrisquem a corrida ou mesmo o roube de base.

Quem são os favoritos para 2023?

Houston Astros MLB Foto: Reprodução/Instagram/@astros
Houston Astros é o atual campeão da MLB.                      Foto: Reprodução/Instagram/@astros

O Houston Astros, atual campeão e finalista em quatro das últimas seis edições, segue forte para esta temporada. Nas casas de aposta, é quem larga como favorito para chegar à decisão novamente.

Outros times bem cotados nas odds são o Los Angeles Dodgers, o New York Yankees, o Atlanta Braves e o New York Mets. E, na sequência, o San Diego Padres.

— Astros e Braves são meus destaques. Os Astros estão mostrando que, mesmo perdendo jogadores importantes na free agency, conseguem repor as peças com um farm system impecável — avaliou Lotufo.

— Os Braves foram campeões em 2021 e agora têm quase todo o seu núcleo com contratos longos já assinados. Serão bons por bastante tempo e em 2023 jogadores como Spencer Strider e Austin Riley devem se firmar como estrelas na liga. Também coloco os Padres como um dos favoritos, com o retorno de Tátis Jr. de suspensão sendo o grande ponto de interrogação da franquia entrando na temporada.

Quem promete ser o saco de pancadas?

— O Oakland Athletics tem um elenco fraco e está em uma divisão fortíssima, com Astros, Mariners, Angels e Rangers. Isso faz os A's chegarem em 2023 como saco de pancadas. Também acredito que Washington Nationals e Cincinnati Reds sofram em divisões competitivas.

As histórias para ficarmos de olho

As alterações na regra sem dúvidas levantam muitas questões sobre a o potencial de adaptação dos jogadores. É algo para prestar atenção, especialmente nas primeiras semanas da MLB.

— O pitch clock será a principal pauta do começo da temporada. Vai demorar para os times se acostumarem, mas acredito que em julho/agosto as vantagens da nova regra serão percebidas e aceitas — comentou Lotufo. — Também tem Shohei Ohtani. O melhor jogador do planeta será free agent no fim do ano, e seu futuro será alvo de especulação durante a temporada inteira. Tudo depende do desempenho dos Angels.

Ohtani foi o MVP do World Baseball Classic (WBC), que terminou com o título do Japão em cima dos Estados Unidos em 21 de março.

— Outra história que vale olhar no começo da temporada é como será o efeito do World Baseball Classic na MLB. Não só em termos de público, mas se jogadores terão a liberdade de se expressar em campo na temporada do mesmo jeito que puderam durante o WBC.

Quem são os jogadores que merecem atenção

Érico Lotufo montou um top 5. Confira:

1) Shohei Ohtani: o maior jogador do planeta. O astro dos Angeles vem de uma histórica atuação no WBC. Pode se tornar free agent ao fim do ano.

Shohei Ohtani Los Angeles Angels Foto: Reprodução/Twitter/@MLB
O japonês Shohei Ohtani joga pelo Los Angeles Angels. Foto: Reprodução/Twitter/@MLB

2) Aaron Judge: Depois de 62 home runs em 2022, vamos ver se o jogador dos Yankees consegue repetir o desempenho.

3) Juan Soto: Ele decepcionou um pouco após a troca para os Padres, mas começa o ano como favorito a MVP da National League nas bolsas de aposta. Vamos ver se ele consegue cumprir as expectativas.

4) Masataka Yoshida, Shintaro Fujinami e Kodai Senga: três jogadores em um é roubar um pouco, mas sempre acho que vale ficar de olho nos destaques do NPB (torneio de baseball do Japão) chegando na MLB. Yoshida mostrou no WBC que é um dos melhores rebatedores japoneses. Senga é mais um arremessador do país que chega na MLB com um arremesso “próprio” (a Ghost Fork, depois da Gyroball de Daisuke Matsuzaka). E Fujinami pode ser destaque em um fraco Oakland Athletics.

5) Spencer Strider: O jovem pitcher dos Braves chega com a expectativa de evoluir ainda mais após um grande ano de novato. Ao lado de Max Fried, fará parte de uma das rotações mais interessantes desta temporada.