MLB

Brasileiros na MLB: conheça o lado verde-amarelo da maior liga de baseball do mundo

A Major League Baseball, sendo a principal liga de beisebol ao redor do globo, tem uma história longeva para os padrões esportivos. Sendo criada em 1869, em Cincinatti (EUA), já são mais de 150 anos de histórias e conquistas. No início, obviamente, a liga seguia o que a sociedade vivia: existia muito preconceito, tanto racial como econômico, sendo primariamente a liga composta somente por jogadores brancos nativos dos Estados Unidos. Nesse sentido, demorou um pouco para possuir jogadores brasileiros na MLB.

Com o passar do tempo e o avanço de pensamentos mais coerentes com a realidade, entendendo o conceito de igualdade racial, começaram a surgir movimentos para a inclusão de  jogadores negros e estrangeiros. Abriu-se assim um grande leque de oportunidade para os nativos de várias localidades do planeta perseguirem o sonho de se tornar um jogador profissional de beisebol.

Seguindo a linha da evolução econômica de vários outros esportes, o baseball teve um salto em suas receitas financeiras a partir de 1990. Nesse sentido, começou a ser visto com um maior carinho a profissão “jogador”. Assim, juntando a vontade de quebrar barreiras, bem como o aspecto financeiro, são inúmeros os brasileiros que buscaram e alcançaram o sonho de praticar profissionalmente baseball e ser um dos jogadores brasileiros na MLB.

Yan Gomes: o primeiro dos brasileiros na MLB

Desde já, impossível produzir algo sobre os jogadores brasileiros na MLB e não citar Yan Gomes. Nascido em Mogi das Cruzes, São Paulo, foi o primeiro nativo do Brasil a figurar no baseball americano de forma profissional. Ainda em 2009, Gomes foi escolhido pelo Toronto Blue Jays através do draft (momento em que equipes podem escolher jogadores amadores e jovens com objetivo de representarem seu time). O mesmo ficou até 2012 se preparando nas ligas menores (espécie de categoria de base do baseball) a fim de conseguir uma chance no elenco principal.

E no dia 17 de maio de 2012, Yan Gomes fez história. Atuando como Catcher pelos Blue Jays, enfrentou os Yankees e se tornou o primeiro brasileiro a participar oficialmente de uma partida profissional da Major League Baseball. Porém, o melhor ainda demoraria um pouco para acontecer.

Como diz o “meme”: “início de um sonho, deu tudo certo”, foi o que aconteceu nos próximos anos para Gomes. Em 2014, foi eleito pela liga um dos melhores catchers rebatendo a bola. Além disso, em 2018, se tornou o primeiro jogador brasileiro a ser eleito para o All-Star Game (evento em que são escolhidos pela torcida os melhores jogadores da temporada, a fim de que ocorra um embate entre os mesmos).

Como se não bastasse, a cereja do bolo veio em 2019, quando Yan Gomes foi campeão da liga atuando pelo Washington Nationals. Mesmo assim, o mesmo não parou por aí. Em 2021, segue na ativa, atuando pelo Oakland Athletics, e, apesar dos 34 anos, não demonstra que irá parar logo de desfilar sua habilidade nos campos americanos.

Yan Gomes comemorando o titulo da temporada 2019. Foto: Reprodução/Reuters

André Rienzo: o primeiro arremessador brasileiro a começar um jogo na MLB

Em primeiro lugar, para quem acompanha baseball, o arremessador é visto como a principal peça do jogo. São eles que procuram eliminar rebatedores e deixar o placar zerado. Além do mais, normalmente recebem os maiores salários dentro de suas equipes. Por exemplo, Gerrit Cole, dos Yankees, recebe em 2021 a quantia de 36 milhões para ser o pitcher principal de sua equipe.

Mas mesmo com toda essa dificuldade, sabemos que os brasileiros não desistem facilmente. Assim, lutam sempre por qualquer chance, nem que demore mais que o esperado. É o caso de André Rienzo. Paulista, nascido em 1988, entrou ainda em 2007 para as “categorias de base” do Chicago White Sox. A época, com 18 anos, somente teve sua primeira oportunidade no time principal em 2013, quando já estava no seu 24° aniversário.

Em resumo, em sua carreira no baseball americano, o brasileiro arremessou em 42 partidas. Foram três temporadas, entre 2013 e 2015. Esteve vinculado a dois clubes: Chicago White Sox em 2013/2014 e Miami Marlins em 2015.

Atualmente, está jogando na Liga Mexicana de Baseball, na equipe Tecolotes de los Dos Laredos. Apesar da carreira relativamente curta na liga americana, André Rienzo estará sempre marcado na história dos jogadores brasileiros na MLB. Abriu portas e demonstrou que, sim, é possível ter brasileiros arremessadores desfilando sua habilidade em gramados estrangeiros.

André Rienzo em sua estreia na MLB. Foto: Reprodução/AFP

Paulo Orlando: o primeiro brasileiro campeão da MLB

Apesar do anteriormente citado Yan Gomes ter sido campeão da liga em 2019, Paulo Orlando conseguiu tal façanha anos antes. E como se não bastasse, foi em seu ano de estreia na liga, ainda como novato. É o legítimo “começar com o pé direito”. Mas, engana-se quem pensa que foi fácil o caminho percorrido por ele.

Primeiramente, Paulo figurou nas categorias de base da MLB entre 2006 e 2014. Somente em 2015 conseguiu a chance para jogar profissionalmente. E sua luta foi recompensada. Na época, Paulo Orlando fazia parte do Kansas City Royals e, para sua sorte, o clube estava em uma temporada magnifica. Para o brasileiro, foi uma mistura de sorte com perseverança.

Ao mesmo tempo, no final da temporada de 2015, se sagrou campeão da maior liga de baseball do planeta. Bem como, foi o primeiro brasileiro a alcançar tal feito, antes mesmo de Yan Gomes. Paulo Orlando ficou gravado na história da liga e nos registros dos Royals de Kansas. Foi somente o segundo título do clube, o que torna tal conquista tão importante para o jogador e para a franquia.

Em 2021, Paulo seguiu o caminho de André e rumou ao baseball mexicano. No momento, é jogador do El Aguila De Veracruz. Já veterano, com seus 35 anos, Paulo Orlando ainda reproduz bons números quando está em campo. E o mais importante, mesmo que se aposente, seu nome sempre constará no Hall de Campeões da MLB.

Paulo Orlando comemorando seu titulo com os Royals em 2015. Foto: Divulgação/MLB

2017: duas promessas atuam pela primeira vez

Após cinco anos da estreia de um brasileiro na liga, já tinham passado três brasileiros pela MLB. Como o Brasil é penta no futebol, tinha que chegar ao numero “5” também no baseball. E foi assim que aconteceu, quando Luiz Gohara e Thyago Vieira entraram em campo: o quinteto estava formado.

Em agosto de 2017, Thyago se tornou o 4° brasileiro a estrear na liga americana de baseball. Já o compatriota Luiz esperou até setembro para aparecer pela primeira vez como profissional do baseball, se tornando assim o 5° natural do Brasil a participar de um jogo.

Em toda sua carreira na MLB, Thyago Vieira participou de 23 partidas como arremessador. Atualmente, o mesmo está no seu auge, com 27 anosa, apesar de não estar jogando na liga americana, pois atua no Yomiuri Giants, do Japão.

Aliás, vale destacar que a liga japonesa é tida como a 2ª principal liga de baseball do planeta. Para comparação, Shohei Ohtani (uma das maiores estrelas atuais da MLB) era jogador dessa mesma liga há alguns anos. Ainda, Thyago foi campeão da liga japonesa em 2020, possuindo números expressivos em sua temporada.

Thyago Vieira com o troféu da temporada 2020 da Liga Japonesa de Baseball. Foto: Reprodução/CBBS

Luiz Gohara contribuiu em 14 jogos durante sua passagem na Major League Baseball. Atuou somente pelo Atlanta Braves em duas temporadas que esteve por lá (2017 e 2018). No momento, conforme aponta o site Baseball Reference, o mesmo se encontra sem contrato com qualquer clube de baseball.

O que esperar do futuro dos jogadores brasileiros na MLB?

Como todos sabem, o baseball não possui grande repercussão em solo brasileiro. Decerto, somos conhecidos como o país do futebol. Ainda, fora de tal desporto, os maiores destaques ficam para o voleibol e basquete. Todavia, com a crescente globalização de notícias e transmissões esportivas, isso está aos poucos se transformando.

A princípio, os torcedores brasileiros estão cada dia mais aficionados pelos esportes praticados fora das nossas fronteiras. Igualmente, seja baseball, futebol americano, hockey ou rugby, estamos ampliando nossas fronteiras e aprendendo a gostar do “diferente”. Saindo da nossa zona de conforto, conhecemos novas modalidades e encontramos algo que se encaixa com nossos gostos.

Portanto, aos brasileiros que acompanham (ou não) o baseball, podem ter certeza de uma coisa: no futuro, iremos conhecer novos jogadores que irão desfilar seu talento com a bolinha branca em gramados americanos. Além, quem sabe, de termos vencedores de prêmios individuais. No momento parece utopia, mas para os brasileiros elencados no presente texto também era. Sonhar sempre é de graça.

Foto destaque: Reprodução/Washington Nationals

3 Comments

3 Comments

    Leave a Reply

    O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

    Popular

    To Top