UFC Lutas e MMA

Paulo Borrachinha pode fazer uma última luta e sair do UFC

Paulo Borrachinha pode fazer uma última luta e sair do UFC

Paulo Borrachinha pode fazer uma última luta e sair do UFC. Em resumo, o brasileiro tem mais uma luta para fazer em seu contrato. Borrachinha já deixou claro que não se importa de lutar contra Whittaker, desde que pela quantia justa. Em todo caso, o mineiro confirma que planeja cumprir sua parte do contrato e lutar mais uma vez. A dúvida é se esta será sua despedida da organização, já que nenhuma extensão contratual foi alcançada ainda. Confira detalhes.

Borrachinha recusa luta contra Whittaker devido à baixa premiação

“Eu disse que queria novos termos para a luta. Não vou lutar pelo mesmo valor que eu recebia antes. É uma luta principal na Austrália. Pessoas da Austrália estarão lá. É um confronto imenso. Então, US$70 mil (cerca de R$317 mil) não é o suficiente. Deveria ser um pouco mais, e eu rejeitei.”

Em resumo, Paulo Borrachinha afirmou que concordou somente em lutar contra Whittaker, o brasileiro quer lutar com Robert, o problema todo é o valor para lutar (US$70 mil).

Enfim, o brasileiro não acha justo a quantia, acredita que merece mais e finalizou dizendo que nunca houve um acordo oficial, apenas pressão por parte da organização em renovar seu contrato por mais seis lutas no UFC. Oficialmente combinar valores para a luta contra Whittaker, de acordo com Borrachinha, esta conversa nunca aconteceu.

Eles disseram, o advogado do [presidente do UFC] Dana White, [UFC CBO] Hunter Campbell, disse ‘Precisamos fazer um novo acordo de seis lutas'. Eu disse: ‘Não, não vou falar de mais seis lutas. Eu falo sobre isso.' Isso faz sentido. Por que você trouxe seis lutas? Eu estou falando sobre aquela (contra Whittaker), para lutar contra Whittaker, não mais seis (extensão de contrato). Não faz sentido para mim.

Não estou esperando mais seis lutas, não pelos números que ele me mandou. Eu não acho que isso faz sentido. Estou falando de uma luta especificamente, não de seis. Eu fiz isso no passado, cinco anos atrás, em 2017, e estou pagando por esse erro até agora, porque estou tão [desatualizado financeiramente].” – explicou Borrachinha.

Paulo Borrachinha pode fazer uma última luta e sair do UFC

A título de informação, Borrachinha chegou ao UFC em 2017 e seu contrato foi acordado pelo ex-empresário do lutador, Wallid Ismail. No contrato vigente, o brasileiro recebe uma bolsa de US$ 70 mil (cerca de R$317 mil) e mais um bônus do mesmo valor em caso de vitória.

No momento, a organização ofereceu um novo vínculo de mais seis lutas com bolsa de US$ 500 mil. O brasileiro aceitaria US$ 500 mil para lutar somente contra Whittaker. Esta é aproximadamente a quantia que o mineiro entende ser justa para o duelo.

O problema é que o UFC não quer pagar esse valor, isto é, quer aproveitar sua última luta “barata” contra Whittaker antes de renovar e ter que desembolsar US$ 500 mil em um cogitado acerto para mais seis lutas.

Enfim, enquanto nada se define, Paulo Borrachinha disse que, de fato, não deve lutar no UFC 284 por estar muito perto do evento. No entanto, caso a organização negocie números de verdade para a luta contra Whittaker ou outro adversário para março, o mineiro estaria aberto para conversas.

“Preciso fazer mais uma (luta), vou fazer (isso). Mas pelo que meu pagamento é agora, (não), seria contra um cara fora do ranking ou com classificação inferior.

Eu gostaria de lutar com Whittaker, mas acho que só se eles negociarem um pouco, porque Hunter apenas diz o número e avisa: “Pega ou não”. Isso não é negociação. – finalizou Borrachinha.

 

Foto destaque: Divulgação/Super Lutas

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top