UFC Lutas e MMA

Borrachinha recusa luta contra Whittaker devido à baixa premiação

Borrachinha recusa luta contra Whittaker devido à baixa premiação

Borrachinha recusa luta contra Whittaker devido à baixa premiação. A saber, o brasileiro Borrachinha disse que não tem problema em lutar contra Whittaker. Em resumo, o impasse está nos valores para essa luta. O brasileiro quer lutar com Robert, mas acredita que para o nível deste duelo os valores não são justos. Confira detalhes.

Robert Whittaker demonstra frustração em não lutar no UFC 284

“É muito perturbador dizer que eles são verdadeiros. A briga com o Costa acabou. O UFC tentou de tudo para levá-lo à luta. Deram o novo contrato para ele, pelo que entendi, para levar a luta e ele ainda não aceitou. Então, sim, a luta de Perth (Austrália) não está acontecendo.” – disse Whittaker via Twitter.

Fato é que sem um adversário, Whittaker não segue no card com data para dia 13 de fevereiro. Após a confirmação de que Paulo Borrachinha não competirá no UFC 284, Robert Whittaker confirmou a notícia via Twitter.

Em todo caso, Robert revelou seus planos de seguir trabalhando e competir em 2023.

“Eu estava preparado para treinar no Natal, para treinar no Ano Novo, para trabalhar. Já estamos tão fundo no meu acampamento. Todo mundo sabe que treino (pesado). Meus acampamentos são bastante longos.

Já estou tão concentrado no camp e no trabalho que quero levar a família para passear e sair de férias depois da luta. Eu queria comprar alguns brinquedos novos para as crianças, ganhar algum dinheiro, sabe, pagar o aluguel.

Sim, tudo isso é colocado em segundo plano por enquanto. Tudo isso foi adiado. É perturbador para mim.” – finalizou Whittaker.

Borrachinha recusa luta contra Whittaker devido à baixa premiação

“Eu disse que queria novos termos para a luta. Não vou lutar pelo mesmo valor que eu recebia antes. É uma luta principal na Austrália. Pessoas da Austrália estarão lá. É um confronto imenso. Então, US$70 mil (cerca de R$317 mil) não é o suficiente. Deveria ser um pouco mais, e eu rejeitei.”

Em resumo, Paulo Borrachinha afirmou que concordou somente em lutar contra Whittaker, o brasileiro quer lutar com Robert, o problema todo é o valor para lutar (US$70 mil).

Enfim, o brasileiro não acha justo a quantia, acredita que merece mais e finalizou dizendo que nunca houve um acordo oficial, apenas pressão por parte da organização em renovar seu contrato por mais seis lutas no UFC. Oficialmente combinar valores para a luta contra Whittaker, de acordo com Borrachinha, esta conversa nunca aconteceu.

Eles disseram, o advogado do [presidente do UFC] Dana White, [UFC CBO] Hunter Campbell, disse ‘Precisamos fazer um novo acordo de seis lutas'. Eu disse: ‘Não, não vou falar de mais seis lutas. Eu falo sobre isso.' Isso faz sentido. Por que você trouxe seis lutas? Eu estou falando sobre aquela (contra Whittaker), para lutar contra Whittaker, não mais seis (extensão de contrato). Não faz sentido para mim.

Não estou esperando mais seis lutas, não pelos números que ele me mandou. Eu não acho que isso faz sentido. Estou falando de uma luta especificamente, não de seis. Eu fiz isso no passado, cinco anos atrás, em 2017, e estou pagando por esse erro até agora, porque estou tão [desatualizado financeiramente].” – explicou Borrachinha.

 

Foto destaque: Divulgação/UOL

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top