Conor McGregor acusado de interferir no elenco do TUF 

Jamis Gomes Jr. | 22/02/2023 - 21:26

O ex-bicampeão simultâneo do UFC, Conor McGregor, foi acusado de interferir na seleção do elenco para a 31ª edição do reality show TUF (The Ultimate Fighter).

O irlandês será um dos treinadores desta temporada junto de Michael Chandler, responsável pela outra equipe de lutadores. Em publicação recente no Twitter, Conor recebeu essa acusação e naturalmente não deixou de se manifestar. Confira detalhes.

UFC em articulações para se manter no topo

A saber, o reality tem previsão de estreia no dia 30 de maio. Esta é a 31ª edição do programa que já contou com diversas lendas, inclusive quando havia a versão brasileira do mesmo.

Com as demais promotoras visivelmente crescendo a cada ano, o UFC tem de criar manobras para manter sua dinastia na organização dos esportes de combate e seguir dominando o certame. A saída de Francis Ngannou também foi um grande alerta amarelo a maior promotora do universo MMA. Diante disso, como manter o público sintonizado no radar UFC? Um lutador é apelidado de The Notorious e não é atoa.

Como McGregor vive fase demorada de retorno as lutas profissionais, o UFC não pode escalá-lo em algum dos primeiros seis meses de evento neste ano. Antes disso, o irlandês é obrigado a passar pela USADA, sistema de testes anti-doping. A saber, para ser aprovado no circuito de exames, Conor deve obter dois resultados negativos em sequência.

Enfim, certamente, a volta de McGregor as câmeras traz uma expectativa de publicidade para o UFC. O foco do reality geralmente são os lutadores e futuros campeões, mas com Conor no elenco será difícil a atenção mudar de direção. Até porque, se tem alguém que sabe entreter na organização, este alguém é Conor The Notorious McGregor.

Conor McGregor responde acusações de manipulação em programa do UFC

Foto: bloodyelbow
Foto: bloodyelbow

Não é verdade. Eu só conheço um cara neste show e ele se fez por merecer essa vaga. E ele está agora, depois de hoje, pronto para lutar contra o cabeça-de-chave número 1!

Eu não pedi nem indiquei nada! E eu certamente não mandei remover pessoas. Eu só estou tentando voltar as lutas, então f$#%&. — respondeu Conor McGregor em tweet excluído.

Em resumo, o homem de negócios do esporte, Daniel Rubenstein, fez a acusação nomeando três atletas supostamente beneficiados por Conor: Ken Cross, Mitch Ramirez e Brandon Jenkins. A brasa virou chama quando o americano Chris Curtis, lutador do UFC, reforçou essa acusação. No entanto, McGregor deu seu lado da história, se defendendo das recentes denúncias.

Com a influência que o irlandês construiu ao derrotar Aldo e Eddie Alvarez para se tornar o primeiro campeão de duas categorias simultaneamente na história da organização, Conor paga o preço das acusações também.

Enfim, talvez esta seja apenas uma prévia do que está por vir, pois o reality nem começou e Conor McGregor já está sendo assunto no trending topics.

+ confira também: Mike Tyson aposta em vitória de Francis Ngannou contra campeão do boxe

 

Foto destaque: Divulgação/The Mirror

Escrito por Jamis Gomes Jr.
Sou dicente em licenciatura de Literatura Inglesa no momento. Ao fim da discência, curso superior de jornalismo, aqui vou eu! Amante de esportes - especialmente futebol - e o que eles podem proporcionar. Prazer, sou Jamis Gomes Jr. e estarei aqui no Quinto Quarto BR com vocês nas notícias das nossas queridas NBA, MLS, NFL, NHL, MLB e MMA.