UFC: Natália Silva impressiona com nocaute e conquista nona vitória seguida

Igor Ribeiro | 20/05/2023 - 18:00

No segundo confronto do UFC Vegas 73, evento realizado neste sábado (20/05), a talentosa lutadora brasileira, Natália Silva, mostrou seu poderio no octógono ao nocautear Victoria Leonardo de forma avassaladora.

O embate, que durou apenas um round, mostrou a rapidez e agilidade da brasileira, que se consolidou com a nona vitória seguida — sendo a terceira no Ultimate.

LEIA TAMBÉM

+ Do octógono ao ringue: McGregor cogita desafiar Canelo Alvarez no boxe

++ Boxe: influenciador KSI tem resultado de luta alterado após golpe acidental

Desde o início do confronto, Natália Silva demonstrou amplo domínio e assumiu a ofensiva com uma série de golpes precisos e devastadores. Com uma combinação letal de socos e chutes, ela rapidamente dominou a luta e deixou Victoria acuada para interrupção do árbitro central.

Natália Silva: a ascensão meteórica no UFC

Foi em um momento oportuno, quando Victoria tentava se reorganizar, que Natália Silva conectou um poderoso uppercut que atingiu em cheio o queixo de sua oponente.

A vitória reafirma a posição de destaque da brasileira, que atualiza seu retrospecto de 15 vitórias e cinco derrotas, além de um empate. Ela é uma das maiores promessas dos pesos-moscas femininos (até 56,7 kg).

Rodrigo “Zé Colmeia” vence veterano após duelo intenso no octógono

No card preliminar do evento, o lutador brasileiro Rodrigo “Zé Colmeia” mostrou sua habilidade no octógono ao conquistar uma vitória dominante sobre o veterano Ilir Latifi.

O triunfo, decidido na decisão dividida dos juízes, solidificou seu nome como uma das promessas do país na divisão dos pesos-pesados (até 120,2 kg).

Zé Colmeia UFC Vegas 73. Foto: Reprodução/Instagram/@ufc_brasil
Zé Colmeia UFC Vegas 73. Foto: Reprodução/Instagram/@ufc_brasil

Desde o início do combate, Zé Colmeia demonstrou confiança e determinação em sair vitorioso. Com movimentação ágil e precisão em seus golpes, o lutador brasileiro pressionou Latifi, buscando o nocaute a todo momento.

Enquanto Latifi tentava se manter firme diante dos ataques constantes de Zé Colmeia, o brasileiro demonstrava habilidade em controlar a distância e encontrar brechas na defesa de seu adversário. Socos e chutes potentes eram desferidos com precisão, deixando Ilir em dificuldades para contra-atacar.

No segundo round, a determinação de Ilir Latifi assustou Zé Colmeia. O veterano não se rendeu facilmente e respondeu com golpes poderosos, levando a luta para o chão e controlando a reta final do assalto. Zé Colmeia, por sua vez, não se deixou abalar pelo momento de dificuldade e manteve sua agressividade.

No terceiro e último assalto, Zé Colmeia voltou a conectar golpes no rosto de seu adversário, demonstrando sua agressividade e determinação. Embora tenha sido derrubado, o brasileiro conseguiu se recuperar rapidamente e continuou a luta de forma equilibrada até o fim.

Com a vitória, Rodrigo “Zé Colmeia” solidifica seu status como uma das promessas brasileiras na categoria dos pesos-pesados. Com um cartel de dez vitórias e uma derrota, além de uma luta sem resultado, o lutador se coloca em uma posição privilegiada para enfrentar adversários de maior renome e buscar uma escalada rumo ao topo da categoria.