UFC: McGregor usa ‘carro’ de filho, debocha de José Aldo e revive nocaute

Igor Ribeiro | 18/05/2023 - 10:00

O UFC 194, que aconteceu em 12 de dezembro de 2015, ficou marcado para sempre na história do MMA. O surgimento de Conor McGregor como campeão e a queda no reinado de José Aldo pelos pesos-penas (até 65,7 kg) em apenas 13 segundos. E, ao que parece, o feito segue vivo para o irlandês.  

Durante seu documentário na Netflix, chamado de ‘McGregor Forever’ (McGregor para sempre, em tradução livre), o Notório brinca com seu filho em um carrinho elétrico. Os olhares atentos nas redes sociais perceberam que, na placa do brinquedo, estava escrito ‘ALDO013S’ — Aldo 13 segundos, justamente o tempo que levou para Conor vencê-lo por nocaute no primeiro round. O brasileiro, até o fechamento desta matéria, ainda não se manifestou sobre a nova provocação.  

McGregor Forever’ também exibe a recuperação de sua fratura na perna esquerda — que aconteceu em julho de 2021, durante trilogia contra Dustin Poirier. A obra foi produzida por Gotham Chopra, documentarista esportivo americano.  

Ex-campeão peso-pena (até 65,7 kg) e peso-leve (até 70,3 kg), Conor aparece narrando detalhes de sua vida pessoal, bem como a forma com que o lutador lida em bons e maus momentos. 

LEIA TAMBÉM

+ MMA: ‘McGregor brasileiro’ assina contrato com empresa rival do UFC

++ UFC: McGregor promete anúncio bombástico de luta contra Chandler

UFC: a carreira de McGregor 

Em busca de uma reviravolta na carreira, Conor McGregor busca voltar ao caminho das vitórias e, atualmente, é um dos treinadores do The Ultimate Fighter. Aos 34 anos, o lutador segue em evidência e é constantemente desafiado por outros atletas da organização. 

O Notório, como é conhecido, fez história ao se tornar o primeiro duplo campeão, quando reinou nos pesos-penas (até 65,7 kg) e pesos-leves (até 70,3 kg). Ele também é identificado por seu poder de trash talk. 

Profissional desde 2008, o irlandês conta com um cartel de 22 vitórias e seis derrotas. Ele já bateu José Aldo, Chad Mendes, Dustin Poirier, Eddie Alvarez e Max Holloway.