Lutas e MMA UFC

UFC Fight Night Resultados – Błachowicz x Rakić – 14/05

UFC Fight Night: Błachowicz x Rakić - Resultados

Neste sábado (14), aconteceu o UFC Fight Night: Błachowicz x Rakić, no UFC on ESPN 36 ou UFC Vegas 54. De fato, o evento aconteceu nas instalações do UFC Apex em Enterprise, Nevada, parte da área metropolitana de Las Vegas, Estados Unidos. Confira todos os detalhes do UFC Fight Night Resultados: Błachowicz x Rakić.

Em suma, além da luta principal entre o ex-campeão dos meio-pesados do UFC, o polonês Jan Błachowicz, que venceu o austríaco Aleksandar Rakíć, que se lesionou no 3º round, cinco brasileiros também lutaram no card.

Assim, Virna Jandiroba, Viviane Araújo e Alan “Puro Osso” Nascimento saíram vitoriosos em suas lutas. Por outro lado, Alan Nuguette foi nocauteado por Michael Johnson. Por fim, Amanda Ribas foi derrotada por decisão dividida no card principal.

UFC Fight Night Resultados: Jan Błachowicz x Aleksandar Rakić

Resultados Card Principal do UFC

Jan Błachowicz vence Aleksandar Rakić no 3º quarto por nocaute técnico, quando seu rival se lesionou

Antes de tudo, quando se pergunta: quem venceu a luta principal do UFC ontem, a resposta é uma luta de gigantes. De um lado está o ex-campeão dos meio-pesados, o polonês Jan Błachowicz. Em contrapartida, o austríaco radicado na Sérvia e número #3 da categoria é o desafiante Aleksandar Rakić.

Os primeiros minutos foram de tentativas para os dois lados, com socos e chutes, mas com equilíbrio. Entretanto, Błachowicz sofreu um sangramento no olho esquerdo logo nos primeiros minutos. De fato, quando o polonês foi para cima mostrou bastante perigo, tocando o rosto do austríaco. Assim, Jan ainda teve uma boa chance no minuto final, mas Aleksandar reagiu bem.

O 2º round começou com Jan tentando ir forte para cima, mas Rakić agarrou sua perna e jogou para o chão. Contudo, Błachowicz encaixou um triângulo, mas o austríaco ainda conseguiu se defender e seguiu por cima pontuando. O ex-campeão até tentou se escorar na grade para levantar, mas foi impedido pelo adversário.

O 3º round teve Błachowicz e Rakić trocando golpes, principalmente por baixo, com chutes. Então, o polonês chutou a perna esquerda de Rakić, que nada sentiu. Até que, quando deu um passo para trás, Aleksandar Rakić teve uma puxada/estalo no joelho esquerdo, caindo no chão sem condições de luta.

Dessa forma, em um claro anticlímax, Jan Błachowicz acabou vencendo por nocaute, mesmo que a lesão do rival não tenha sua sido sua culpa. Em conclusão, o polonês deve ser o adversário do vencedor de Glover Teixeira x Jiří Procházka, que lutam pelo cinturão dos meio-pesados do UFC no próximo dia 11 de junho, no UFC 275.

Ryan Spann vence Ion Cutelaba por finalização via guilhotina no 1º round

O embate começou com estudo e Spann indo para cima, mas Cutelaba agarrando e jogando o rival para o chão. Por outro lado, Spann conseguiu tirar o rival de cima com chute com os dois pés no peito. Entretanto, Cutebala jogou o adversário novamente ao chão. Então, mais uma vez, o moldávio levou Ryan para o chão de novo.

Por fim, Ryan Spann, conhecido como Superman, se levantou e, sem dar chance ao moldávio Ion “Hulk” Cutelaba, o americano encaixou uma guilhotina ainda em pé, que caiu já batendo, sendo finalizado ainda no 1º round.

Davey Grant vence Louis Smolka por nocaute no 3º round

De antemão, Grant começou bem agressivo e Smolka procurando a distância. Assim, Davey chutava bastante vezes e forte. Nesse ínterim, o inglês conseguiu um bom cruzado no hawaiano, que balançou, mas absorveu o golpe. Quando encaixou o direto, Smolka foi para o chão grogue. Porém, o americano conseguiu pegar a perna e aguentar até o gongo soar.

O 2º round regressou com inglês ainda bastante agressivo e com muita potência nos golpes. Contudo, Smolka conseguiu ferir o rosto de Grant na altura do nariz. Assim, o hawaiano se melhorou no round, principalmente com o cansaço do inglês. Bem como, conseguiu equilibrar a luta. A trocação foi bem acirrada. Então, quando Grant tentou um chute rodada, caiu. Dessa forma, Smolka foi para cima no jiu-jitsu. Mas, apesar de parecer que reinaria, perdeu aposição e o inglês levantou.

Em resumo, o último round foi tudo ou nada para os atletas, pois a luta ficou muito disputada ao final do 2º round. Mas os fortes chutes de Davey Grant tiveram resultado. O inglês deu um chute em Smolka, que sentiu o golpe na perda e tentou, em desespero, jogar a luta para o chão. Então, Grant desviou da tentativa de queda e castigou o rival no chão, nocauteando o adversário.

Katlyn Chookagian vence Amanda Ribas por decisão dividida

Antes de tudo, as duas começaram trocando, mas a brasileira rapidamente jogou Chookagian para o chão com um golpe clássico de judô, ficando por cima e trabalhando na meia-guarda. Assim, a americana conseguiu se defender bem e levantou. Dessa forma, a trocação começou a rolar mais forte, com a americana acertando melhores golpes em pé.

Diferente do round inicial, o 2º round teve mais golpes em pé das lutadores. Amanda procurou o grappling com quase três minutos restantes e conseguiu jogar Katlyn mais uma vez para o chão, trabalhando no jiu-jitsu. A americana conseguiu levantar outra vez, indo bem na trocação, terminando o round melhor que a brasileira.

O último round seguiu bastante disputado com a americana levemente melhor na trocação. Amanda até que respondia os golpes, mas a melhor envergadura de Chookagian facilitava para a americana na trocação. Então, a brasileira conseguiu no single leg jogar a rival no chão, mas Katlyn rapidamente levantou.

Em conclusão, nos últimos segundos, Amanda foi para o tudo ou nada e conseguiu bons golpes em grande luta. Por fim, após uma luta bastante equilibrada, com Katlyn Chookagian melhor em cima e Amanda Ribas melhor nas quedas. Dessa forma, Chookagian venceu Ribas por decisão dividida.

Manuel Torres nocauteia Frank Camacho no 1º round

Primeiramente, a luta começou bastante acirrada e com boa trocação. De um lado, um estreante. Do outro, um retorno após cinco anos sem lutar. O ritmo inicial foi bastante disputado. Frank conseguiu um bom direto no queixo de Torres, que absorveu bem e foi para cima também. Manuel Torres conseguiu uma boa sequência e foi para cima de Camacho, que tomou um cruzado de esquerda em cheio e, na sequência, um forte direto de direita, caindo no chão.

O árbitro parou rapidamente, mesmo que Frank não estivesse inconsciente. Ainda mais, Camacho reclamou com o juiz da decisão precipitada, mas não ficou indignado por muito tempo, aceitando a derrota por nocaute no 1º round.

Allan “Puro Osso” Nascimento vence Jake Hadley em guerra de jiu-jitsu por decisão unânime

Antes de tudo, o card principal começou com o brasileiro dando um bom chute alto no inglês. Nascimento mandou um chute rasteiro que levou Hadley ao chão e caiu por cima. Mas Jake tentou pegar o brasileiro em uma finalização, surpreendendo Allan, que saiu bem da tentativa de finalização.

Entretanto, quando o inglês parecia melhor por cima, Allan pegou sua perna duas vezes, sem sucesso, mas conseguiu tomar a posição por cima. Mesmo por cima, Puro Osso encontrava dificuldades com a boa defesa de chão de Hadley, que ainda conseguiu se levantar antes do fim do round.

Logo na volta do 2º round, Allan mandou chutes fortes, mas o inglês defendeu bem, mas não evitou o double leg, levando Jake ao chão e tentando de tudo para terminar a luta por via rápida. Ademais, o inglês conseguiu levantar antes do fim do round.

O último round iniciou com trocação, mas Jake foi para um estrangulamento logo de cara, caindo por cima de Allan, que conseguiu pegar a perna do rival, mas não conseguiu sucesso. Na transição, Hadley tentou o estrangulamento outra vez, levantado desvantagem. Por outro lado, o brasileiro inverteu e ficou por cima, tentando um triângulo de mão, sem sucesso.

Por fim, o duelo se mostrava uma verdadeira guerra de jiu-jitsu. Bem como nos demais round, Jake conseguiu levantar de novo. Então, quando Allan foi para o double leg, o inglês tentou mais uma vez o estrangulamento. Outra vez o brasileiro inverteu, ficando até o fim do round por cima e garantindo sua primeira vitória no UFC por pontos.

Resultados Card Preliminar do UFC

Viviane Araújo supera início ruim e vence Andrea Lee por decisão unânime

Antes de mais nada, Lee começou melhor com chutes e derrubou Viviane Araújo, que sentiu e acabou caindo por baixo. Contudo, Viviane conseguiu virar o jogo e até aplicou uma queda e fez Lee sangrar. Após isso, a brasileira ficou melhor na luta, apesar de ambas trocarem bem.

Vivi sempre caminhando para frente, atacava, mas também deixava a guarda aberta, eventualmente tentando quedas. Inclusive, aplicou a queda ao final do round, dominando a Andrea por cima até o fim do assalto inicial.

No 2º round a brasileira começou melhor, indo para cima. Então, conseguiu colocar a americana para baixo e foi para as costas, tentar a finalização. Vivi então tentou um katagatame em Lee, que defendeu bem. Mas Vivi foi para as costas outra vez e castigou a americana, que se defendia quase que sem reação, com possível 10 x 8 para a brasileira.

Em conclusão, no último round, Viviane Araújo novamente caminhou para frente, logo jogando Andrea para o chão e dominando por cima. Quando conseguiu levantar, Lee já mostrou muito cansaço, dando brecha para Viviane ficar por cima mais uma vez, ficando por cima até a vitória por decisão unânime.

Michael Johnson nocauteia Alan Patrick de forma brutal no início do 2º round

O duelo começou com o americano melhor, acertando alguns golpes, mas sem grandes ameaças. Em contrapartida, Alan Nuguette contra-atacava bem. Dessa forma, Alan acertou um direto de esquerda e levou Michael á lona, mas se levantou rapidamente. Ambos trocaram bem, Nuguette deu um soco rodada que acertou bem Michael, que caiu, mas quando Alan foi para cima, foi o brasileiro quem ficou por baixo até o fim do round.

Em uma possível situação de vitória obrigatória, Johnson atacou Alan Patrick com uma rápida combinação de socos finalizados com um desagradável gancho de esquerda que colocou o brasileiro para baixo e o levou a nocaute. Mais alguns golpes no chão terminaram a luta, com Johnson vencendo por nocaute aos 3'22” do 2º round.

Virna Jandiroba vence Angela Hill por decisão unânime

Em primeiro lugar, o duelo começou equilibrado, com bastante estudo de ambos os lados até Virna Jandiroba ir para o grappling. Apesar disso, caiu por baixo quando tentou a queda, mas rapidamente se recuperou e tentou a chave de perna em Hill, que suportou bem, apesar da dor, e voltou a luta para cima. Antes do fim, Angela ainda conseguiu levar Virna para o chão, mas logo o round terminou.

Por outro lado, o round #2 voltou estudado também, mas a brasileira já sabia que a luta agarrada era a chave da vitória. Então, foi para o double leg e levou a rival para o chão.Assim, tentou a finalização algumas vezes, sem sucesso, mas dando sufoco em Hill, que suportou bem mais uma vez.

Já no último round, as duas começaram com a trocação, mas logo Jandiroba levou para o chão e voltou a dominar Angela praticamente até o fim da luta, vencendo com tranquilidade.

Tatsuro Taira vence Carlos Candelario por decisão unânime

Originalmente marcado para lutar em abril, os pesos moscas do UFC Tatsuro Taira e Carlos Candelario finalmente entraram no octógono no UFC Vegas 54 na noite de sábado. O japonês fazia sua estreia no MMA e mostrou toda sua força, além de permanecer invicto.

Em primeiro lugar, Candelario pressionou com chutes, mas acabou bloqueado. Taira respondeu com um cruzado de direita, sendo este o maior golpe da round inicial. Nesse ínterim, Taira derrubou Candelario, que usou a gaiola para ficar de pé, não o deixando pegar as costas. Candelario ainda conseguiu a queda em uma única perna e terminou o round por cima.

No 2º round, Taira sentou Candelario com a mão direita e pulou nas costas. Trabalhou ativamente para o terminar logo e quase conseguiu o mata-leão. Mas, apesar de ser estar perdendo, mais uma vez terminou por cima. Por fim, no round final, Candelario derrubou Taira e tentou uma guilhotina.

Por outro lado, Taira escorregou para as costas do rival. Com um minuto para o fim, o japonês estava em plena montada e acertou algumas cotoveladas e socos até o gongo final, vencendo por decisão unânime.

Andre Petroski finaliza Nick Maximov com triângulo de mão

Em suma, com pouco mais de um minuto e meio de luta, Andre Petroski finalizou Nick Maximov com um triângulo de mão sem dar chance ao rival de reação. Então, após algumas trocas iniciais de grappling, Petroski finalizou e colocou Maximov para dormir antes que ele pudesse bater na marca de 1'16” do 1º round 1.

Popular

Copyright © 2015-2021 - https://www.quintoquartobr.com/

+18 Jogue com responsabilidade


Copyright QuintoQuartoBR

To Top