UFC: Chimaev rompe silêncio, rebate Dana White e desafia lutadores

Igor Ribeiro | 09/05/2023 - 10:56

Após início arrasador, quando emplacou uma série de seis lutas no período de dois anos, Khamzat Chimaev diminuiu o nível de apresentações no UFC. Presidente da organização, Dana White alega problemas pessoais pela inatividade do sueco, mas foi rebatido pelo lutador.  

Em seu perfil oficial no Twitter, Chimaev nega que tenha qualquer empecilho para voltar ao octógono. Quarto no ranking dos meio-médios (até 77 kg), ele diz que pode atuar em duas categorias distintas e questiona a falta de agendamento de lutas no UFC.  

VEJA TAMBÉM

+ Dana White abre o jogo sobre trilogia entre Poatan e Adesanya

++ Prisão, chip e briga com Werdum: as polêmicas de Tony Ferguson

— Se eu quiser lutar nos meio-médios, eu posso. Se eu quiser, posso lutar nos médios. Eu decido. Não tenho problema em lutar. Se me dessem uma luta, eu já teria lutado há muito tempo. Tenho feito treinamentos. O problema não é comigo. Me preparem em Dubai e na Tailândia. Por que eu treino tanto se não tenho uma luta? Não entendo —

Os desafios de Chimaev 

E não para por aí. Com o desejo de estar em ação, Khamzat diz ser capaz de lutar contra qualquer atleta no Ultimate e fez uma série de desafios para sua sequência rumo ao título da organização. 

— Posso lutar com todo mundo, não importa quem. Belal Muhammad, Kamaru Usman, Israel Adesanya, Leon Edwards, Colby Covington ou Robert Whittaker —, desafiou.  

Invicto na carreira, Khamzat Chimaev tem 29 anos e soma um cartel de 12 vitórias seguidas. Dentro da organização, ele já passou por seus nomes, inclusive triunfos sobre Gilbert Durinho e Kevin Holland.